(67) 99826-0686
PMCG - Prestação de contas

De virada, Djokovic passa por Dimitrov e avança às quartas de final em Paris

Sérvio perde o primeiro set, reage e segue na briga pela manutenção do posto de número 1 do mundo. Próximo adversário no torneio será o croata Marin Cilic

4 NOV 2016
Globo Esporte
08h39min
Foto: Getty Images

Novak Djokovic demorou a entrar no jogo. Errava mais do que de costume (foram 29 no total) e aceitava os golpes de Grigor Dimitrov. Pagou o preço. Perdeu o primeiro set e teve de correr atrás do prejuízo. Se perdesse, a condição de número 1 do mundo - lidera o ranking por 223 semanas, sendo 122 consecutivas - estaria ameaçada. O sérvio voltou um pouco mais agressivo e viu o búlgaro ceder à pressão. Com a vitória desta quinta-feira por 2 a 1 (4/6, 6/2 e 6/3), no Masters 1000 de Paris, Djokovic garantiu lugar nas quartas de final.

Seu adversário será o croata Marin Cilic, que avançou no torneio ao vencer o belga David Goffin por 6/3 e 7/6 (9). Nole está a dois triunfos de assegurar a permanência no topo. Ele precisa chegar à final. Caso caia antes, tem que torcer para Andy Murray não ser campeão. O britânico venceu o francês Lucas Pouille por 2 a 0 e também chegou às quartas em Paris.   

O jogo

Djokovic não demorou para abrir o placar. Mas dali em diante a facilidade foi ficando para trás. Enquanto ele cometia falhas, o rival mostrava bons golpes, sacava melhor e tinha a seu favor dois break points. Perdeu a primeira chance, mas vibrou ao conseguir a quebra na seguinte (2/1). Uma nova boa jogada e arrancava aplausos de Nole. Após um longo game, o sérvio conseguiu devolver a quebra e empatou em 2/2. O búlgaro teve várias chances de confirmar o saque, mas cometeu dupla falta em duas delas.

Mas na sequência, depois de mais um game longo, Dimitrov quebrou novamente o serviço do sérvio, fazendo 3/3. O búlgaro manteve a consistência e fechou o primeiro set em 6/4, em parcial que foi interrompida momentaneamente por uma chuva de papel picado.

No segundo set, Djokovic conseguiu a quebra logo no segundo game (2/0). Pouco depois pediu atendimento médico por conta de dores na altura do joelho direito. Na tentativa de salvar uma bola baixa, ele caiu sobre a perna. Na retomada, o número 1 do mundo conteve o ímpeto do adversário e abriu 5/2. E numa dupla falta de Dimitrov, fechou a parcial: 6/2.

Djokovic não jogava o seu melhor, mas o suficiente para seguir dando trabalho ao búlgaro. Assim como no set anterior, quebrou o saque logo no comecinho e fez 3/1. Dimitrov não tinha forças para reagir. Djokovic agradecia e assegurava a vitória: 6/3.

 

Veja também