TCE MAIO
ASSEMBLEIA MAIO DE 2022 2
Menu
quinta, 19 de maio de 2022 Campo Grande/MS
CÂMARA MUNICIPAL MAIO 2/3 ANO
Top Esporte

De MS, Matheus faz 1º treino no Corinthians e aos 12 anos já fala como craque

Seletiva acontece na Capital Paulista e garoto recebe grande incentivo do pai

30 abril 2022 - 13h30Por Thiago de Souza

Centroavante, alto para a idade e chuta com as duas pernas. É assim que Otávio Gomes Figueiró descreve o filho Matheus, de 12 anos, que nesta terça-feira (26), fez seu primeiro treino no Corinthians, em São Paulo. A expectativa da família é que o garoto tenha um futuro brilhante no futebol. 

Conforme Otávio, Matheus Figueiró nasceu em Campo Grande e hoje mora com a mãe, em Dourados. Ele sempre foi incentivado à prática esportiva e se apaixonou pelo futebol. 

''Ele vai fazer uma semana de treino aqui em SP. Se gostarem dele, vai ser integrado ao time'', detalhou o pai. Ele acrescentou que o filhão foi muito bem na primeira atividade. 

Matheus foi descoberto por olheiro em Dourados Matheus foi descoberto por ''olheiro'' do Timão em Dourados. (Foto: Divulgação família)

Brilho

O talento de Matheus foi visto por um ''olheiro'' de uma agência conveniada ao clube paulista, quando ele jogava por uma escolinha de futebol, em Dourados. Orgulhoso, o pai diz que o filho é o único de MS na categoria sub-9 e sub-10 dentre crianças selecionadas, de várias regiões do País.  

Vida de craque

Figueiró diz que o filho tem alimentação de atleta, come muita salada e nada de refrigerante. As grandes qualidades do filho, segue o pai, são a dedicação e disciplina ao esporte. 

''... desde cedo ensinei que sonhar grande e sonhar pequeno dão o mesmo trabalho.  Então devemos sonhar grande e eu e mãe dele vamos estar sempre ao lado dele'', refletiu o pai.

Matheus fala com convicção no talento que tem.  

''Se eu fui chamado é porque eu tenho condições de entrar'', disse o jogador, à beira do campo do Corinthians. Perguntado o que faz para não ficar ansioso e conseguir render o melhor no teste, o jogador foi enfático. 

''é só jogar o que eu sei'', refletiu o candidato a jogador do Corinthians. 

A família vive a expectativa do resultado positivo e pode seguir dois direcionamentos: um é o garoto ficar em Dourados, sendo monitorado pelo clube. A outra é ir morar na Capital de SP. 

''Ele só não pode ficar no alojamento, que só é permitido a partir dos 14 anos'', disse Otávio Figueiró.