Menu
segunda, 20 de setembro de 2021 Campo Grande/MS
Top Esporte

Ginasta carioca vende até doces para participar de competição nacional em MS

Atleta aos 11 anos, menina se dedica intensamente nos treinos e está perto de conseguir recursos para vir ao estado sul-mato-grossense

05 setembro 2021 - 18h10Por Vinicius Costa

A pequena Jeanne Barbosa, de 11 anos, do Rio de Janeiro, não está para brincadeira e pretende concluir seu desejo de disputar o Campeonato Nacional de Ginástica Artística, que acontece em novembro, em Mato Grosso do Sul. Para isso, ela corre contra o tempo para conseguir patrocínios.

Em entrevista para o TopMídiaNews, a atleta contou que se preparava para o Campeonato Brasileiro, que aconteceu em Sergipe, mas como não conseguiu sequer dinheiro para a viagem, então passou a focar suas atenções para o nacional em solo sul-mato-grossense.

"Agora estou focada no campeonato nacional que será em novembro. Estou treinando bastante e já juntando o dinheiro para taxas e viagem".

No seu modo 'avassalador', Jeanne explicou que treina três vezes por semana na Vila Olímpica, no Rio de Janeiro, e, no restante da semana, usa os espaços da casa para não ficar parada e ficar para trás das demais ginastas. Ela destaca que outros clubes treinam todos os dias.

Barbosa é amante da ginástica e tem como inspiração Rebeca Andrade, que recentemente ganhou o ouro olímpico em Tóquio, no Japão. Por isso, corre atrás do sonho de começar a disputar as competições e isso pode estar perto de acontecer.

Para vir a Mato Grosso do Sul, ela precisaria custear passagens, estadia e arcar com outros custos como alimentação e coisas pessoais. Assim, se lançou nas redes sociais para ver que a ajudava e ganhou muito além do que imaginava em tão pouco tempo.

"Já consegui pelo menos a passagem de ida e volta minha e da minha mãe, as pessoas estão ajudando bastante. E eu também vendo docinhos já há algum tempo para custear a vida de ginasta, então também consegui juntar um dinheirinho dos docinhos", explica.

Em novembro do ano passado, a menina também foi entrevista pelo jornal O Globo e pelo site G1, que mostraram a história da ginasta. Ela passou a vender doces na rua, feitos em casa, que ajudaram na arrecadação de recursos para o campeonato nacional e na renda da família. 

Patrocinador e ajuda

Jeanne nos contou que ainda é difícil arranjar patrocinadores capazes de colaborar intensamente com a vontade e os desejos das atletas. Mas, afirmou que conseguiu um patrocinador de roupas que vai ajudar a montar o uniforme para ela e sua equipe de ginástica.

"Quando fizer as inscrições que vamos saber tudo direitinho pra pode saber quanto vamos gastar de hospedagem. As mães estão pensando em alugar uma casa juntas para sair mais barato", contou a pequena ginasta.

Se interessou em ajudar a pequena Jeanne? É simples, nas redes sociais, ela deixou o PIX para ser feita a transferência de um valor para ajudar a custear as passagens e a estadia nos três dias de competições. O TopMídiaNews deixa os links do Twitter Instagram, redes sociais com grande alcance utilizada pela atleta.