tce janeiro
Menu
quinta, 27 de janeiro de 2022 Campo Grande/MS
Top Esporte

Palmeiras campeão mostrou força nos confrontos com times grandes em 2015

03 dezembro 2015 - 11h49Por Terra

O Palmeiras precisou passar por quatro times grandes no caminho rumo ao título da Copa do Brasil. A trajetória reforçou a tendência da equipe alviverde na temporada: o clube voltou a levar a melhor nos confrontos com os maiores rivais do País.

No Campeonato Paulista, a equipe já havia eliminado o Corinthians na semifinal. Dessa forma, ao derrotar o Santos na decisão a Copa do Brasil, o Palmeiras chegou à marca de cinco vitórias sobre times grandes -- Fluminense, Inter, Cruzeiro também fazem parte dessa lista.

O fato é totalmente incomum neste século. Desde o fim da era Parmalat, em agosto de 2000, o time só havia eliminado dois grandes nesse período: São Paulo, na semifinal do Paulista 2008, e Grêmio, na luta por uma vaga na final da Copa do Brasil 2012.

Nas duas ocasiões, o Palmeiras conseguiu ser campeão na sequência. No estadual, o time derrotou a Ponte Preta duas vezes, em Campinas (1 a 0) e no Palestra Itália (5 a 0). Na Copa do Brasil, a vítima foi o Coritiba.

Em contrapartida, o Palmeiras acumulou fracassos contra os times pequenos. O fato se deu oito vezes na Copa do Brasil: contra ASA (2002), Vitória (2003), Santo André (2004), Paulista (2004), Ipatinga (2007), Atlético-GO (2010), Coritiba (2011) e Atlético-PR (2013). Ituano, no Paulistão 2014, e Goiás, na Copa Sul-Americana 2011, também eliminaram a equipe paulista.

Na campanha vitoriosa da Copa do Brasil, o Palmeiras derrotou o Vitória da Conquista na primeira fase. Depois, a equipe, ainda sob o comando de Oswaldo de Oliveira, despachou Sampaio Corrêa e ASA.

Nas oitavas de final, já com Marcelo Oliveira, o time alviverde venceu o Cruzeiro duas vezes: no Allianz Parque (2 a 1) e no Mineirão (3 a 2). Nas quartas, o Inter foi eliminado pelo Palmeiras após um empate por 1 a 1 no Beira-Rio e uma derrota por 3 a 2 em São Paulo. 

A equipe palmeirense, depois, passou pelo Fluminense após devolver o revés por 2 a 1 no Maracanã. Nos pênaltis, então, o time garantiu presença na final. Nela, encontrou um velho conhecido: o Santos, algoz do time na final do Campeonato Paulista.

Na decisão, o Palmeiras conseguiu vencer o rival mesmo com status de azarão. Depois de perder por 1 a 0 na Vila Belmiro, o título foi conquistado com emoção, nos pênaltis, após uma derrota por 2 a 1 no tempo norma. Nas penalidades, o time fez 4 a 3 e fechou com chave de ouro o retrospecto com as equipes grandes.