TCE MAIO
(67) 99826-0686
Camara Maio

Para economizar R$ 166 mil, Palmeiras aciona Valdivia na Justiça

Na última semana, o alviverde acionou o meia chileno na Justiça

19 DEZ 2016
Redação
12h46min
Foto: Divulgação

Valdivia deixou o Palmeiras em 2015, mas ainda não é pagina completamente virada. Na última semana, o alviverde acionou o meia chileno na Justiça, com o objetivo de economizar R$ 166 mil em uma comissão cobrada pelo jogador, por meio de sua empresa.

A ação, chamada embargos à execução, tem como objetivo anular uma cobrança do próprio Valdivia -a Valdivia Sports, empresa do jogador, entrou com uma ação em outubro cobrando os R$ 166 mil do clube paulista.

Esse valor é o que resta de R$ 1,84 milhão que o Palmeiras acertou pagar à empresa em 2010, quando contratou o meia. A Valdivia Sports, que tem como sócio o próprio atleta, recebeu para intermediar a contração.

Valdivia ainda não foi notificado para se defender na ação. Pessoas próximas do jogador dizem que, na época, sua empresa recebeu a comissão para poder pagar a amigos e profissionais que participaram e ajudaram na transação.

A Valdivia Sports é uma microempresa, que tem como razão social verdadeira Jorge Luis Valdivia Toro-ME. Ela conta com apenas um sócio, que também ocupa a posição de administrador -o próprio Valdivia.

Até o final de 2010, o objeto da empresa era, segundo registro na Junta Comercial de São Paulo, "Comércio varejista de artigos esportivos" e "prestação e administração de contratos de imagem e voz próprios e de terceiros". Em novembro, passou a incluir também "assessoria desportiva a clubes e atletas, inclusive em transferências nacionais e internacionais de atletas entre entidades de praticas desportivas e similares". A mudança ocorreu logo após a sua volta ao Palmeiras e a assinatura do contrato de comissão, em agosto do mesmo ano.

O Palmeiras tem como política não comentar ações judiciais em andamento.

Veja também