FAPEC
Assembleia a  04 a 18/12
(67) 99826-0686
word wine - almoco japones 2

Servidores da referência 14 voltam a protestar na frente da prefeitura

Os profissionais marcaram a manifestação para às 11 horas desta sexta-feira e alegam que estão há três anos sem reajuste salarial

11 AGO 2017
Dany Nascimento
08h44min
Foto: Repórter Top

Um novo protesto será realizado pelos servidores da chamada ‘referência 14’, que inclui psicólogos, fisioterapeutas e outros profissionais da saúde que atuam na rede pública, nesta sexta-feira (11), na frente da prefeitura.

Como os projetos aprovados pelos vereadores da Capital contemplam apenas os médicos, odontólogos, veterinários e enfermeiros, os profissionais da referência 14 tentam fazer com que o prefeito, Marquinhos Trad (PSD), cumpra o que estabelece o  artigo 5° da Constituição Federal, através do princípio da isonomia ou igualdade.

Os manifestos sempre serão realizados no horário de almoço para não prejudicar o trabalho prestado para a sociedade. Conforme o presidente do Sisem (Sindicato dos Servidores Campo Grande), Marcos Tabosa, o prefeito Marquinhos Trad (PSD) prolonga as negociações  e oferece apenas “propostas esdrúxulas”.  Ele afirma que o prefeito ofereceu para a categoria carga horária de 30 horas semanais, mas quer dividir o turno com três horas de manhã e três à tarde”.

Segundo Tabosa, a proposta contempla apenas 227 servidores dos 886 que pertencem à referência 14.  Marquinhos excluiu as pessoas que tem plantão, função de confiança ou outro benefício, o que não teria acontecido quando foi enviado o projeto de aumento salarial dos médicos e enfermeiros.

 

 

Veja também