FAPEC
Assembleia a  04 a 18/12
(67) 99826-0686
Word Wine - almoco japones

Ana Maria Nascimento e Silva, atriz e produtora, morre aos 65 anos

Ela tinha câncer de mama e o velório está marcado para acontecer neste sábado, dia 02 de dezembro

1 DEZ 2017
Redação
12h08min
Foto: Globo News

A atriz, produtora e apresentadora Ana Maria Nascimento e Silva morreu aos 65 anos, quinta-feira, dia 30 de novembro, no Rio de Janeiro. Ela tinha câncer de mama. O velório está marcado para acontecer neste sábado, dia 02 de dezembro, no Memorial do Carmo, Zona Norte do Rio, entre as 9 e as 15 horas.

Dentre as novelas que Ana Maria Nascimento e Silva fez, estão "O salvador da pátria" (1989), "Quatro por quatro" (1994) e "Zazá" (1997). Na TV, também participou de "Araponga" (1990) e "Engraçadinha... Seus amores e seus pecados" (1995). A última novela foi "Jamais te esquecerei" (2003), do SBT.

Formada em história da arte, ela também atuou no cinema. Um de seus primeiros trabalhos foi "Paraíso no inferno" (1977), de Joel Barcellos.

Esteve ainda em "O bem dotado – O homem de Itu" (1978), de José Miziara, com Nuno Leal Maia no papel principal, "Os trombadinhas" (1979), de Anselmo Duarte, e "Asa Branca – Um sonho brasileiro" (1980), dirigido por Djalma Limongi Batista e estrelado por Edson Celulari no papel de um jogador de futebol promissor.

Na década de 1980, fez "A mulher sensual" (1981), de Antônio Calmon, e "Ao sul do meu corpo" (1982), com direção de Paulo César Saraceni, com quem se casou (1932-2012) e de quem era viúva.

Ana Maria Nascimento deixa dois filhos e duas netas.

Veja também