TJMS
re9
(67) 99826-0686

Dono de chácara é autuado por manter gado degradando matas ciliares

As atividades foram paralisadas e o proprietário rural, residente em Costa Rica, foi autuado

12 OUT 2016
Redação
10h32min
Foto: Divulgação

Durante fiscalização nas propriedades rurais do município, Policiais Militares Ambientais de Costa Rica, que trabalham na operação Padroeira do Brasil, autuaram por volta das 09 horas desta terça-feira, dia 11 de outubro, um proprietário rural por degradação ambiental.

Em uma chácara localizada às margens do rio Sucuriú, as matas ciliares não eram cercadas e o gado tinha acesso ao rio para dessedentação, sendo que o pisoteio causou degradação da área de preservação permanente da vegetação de matas ciliares do rio. Verificou-se ainda, que os caminhos feitos pelo gado nas proximidades do rio estavam se transformando em processos iniciais de erosões (ravinas).

As atividades foram paralisadas. O proprietário rural, residente em Costa Rica, foi autuado administrativamente por danificar área considerada de preservação permanente (mata ciliar) e foi multado em R$ 5.000,00. Ele também responderá por crime ambiental e poderá pegar uma pena de detenção de um a três anos.

O gado foi apreendido e ficou sob fiel depositário ao infrator, o qual também foi notificado a removê-lo do local e a cercar as áreas protegidas. Ele também foi notificado a confeccionar um Prade (Plano de Recuperação da Área Degradada), junto ao órgão ambiental.

Veja também