(67) 99826-0686

Beto, Eduardo e Takimoto desistem de reeleição para disputar vaga de deputado federal

Na Assembleia Legislativa, três deputados estaduais abrem mão da reeleição para alçar ‘voos maiores’

9 SET 2017
Airton Raes
09h18min
Foto: André de Abreu

Na Assembleia Legislativa, três deputados estaduais abrem mão da reeleição para alçar ‘voos maiores’ e disputar o cargo de deputado federal. Os parlamentares Eduardo Rocha (PMDB), Beto Pereira (PSDB) e George Takimoto (PDT) têm como certa a candidatura a uma vaga na Câmara de Deputados.

O deputado Beto Pereira foi eleitos pelo PDT nas eleições de 2014, mas em janeiro de 2016 migrou para o PSDB durante a “janela partidária”, visando a candidatura a deputado federal. “Eu tenho um objetivo. Fui eleito como deputado estadual até dezembro de 2018. Mas eu tracei uma trajetória que é ser eleito deputado federal. Inclusive, vou fazer parceria com vários colegas deputados que vão disputar a reeleição”, explicou Beto.

O deputado Eduardo Rocha avalia que está no final de seu segundo mandato como deputado estadual e é o momento de tentar um cargo maior. “Acho que já fiquei oito anos aqui na Casa de Leis do Estado, completando em 2018. Vejo que, na Câmara Federal, eu consigo ajudar mais o Estado”, disse. O parlamentar brincou que, caso eleito, vai poder ficar junto de sua esposa, a senadora Simone Tebet, cujo mandato vai até 2022. “Para mim fica bom por que minha mulher já está lá e ficaria perto dela. Além disso podemos ter até mais força juntos em Brasília”, completou.

O deputado estadual George Takimoto também desistiu da reeleição para disputar o cargo de deputado federal. “Acredito que é o momento. O colégio eleitoral de Dourados possui 170 mil eleitores, podendo eleger até quatro deputados federais se for feita uma boa campanha”, disse. Takimoto exerceu o mandato de vice-governador entre 1986 e 1990 e cumpriu mandato de deputado federal entre 1991 e 1994.

Com as candidaturas dos três parlamentares, já está garantida a renovação de três novos deputados estaduais nas eleições de 2018. 

Veja também