TJMS - Setembro
(67) 99826-0686

Investigação sobre funcionários fantasmas é restrita a vereador, diz jurídico

Eduardo Romero é alvo de investigação do Ministério Público Estadual

15 JUL 2018
Bruna Vasconcelos e Rodson Willyams
09h30min
Vereador é denunciado por enriquecimento ilícito Foto: Arquivo TopMídaNews

O presidente da Câmara Municipal de Campo Grande, vereador João Rocha (PSDB), ainda não foi notificado a respeito da denúncia sobre funcionários fantasmas nomeados pelo também vereador Eduardo Romero (Rede).

Os membros da Procuradoria Jurídica do órgão legislativo afirmaram que a Câmara só deve ser comunicada se fizer parte da denúncia registrada pelo Ministério Público Estadual (MPE) ou se o vereador envolvido for intimado.

Romero é suspeito de nomear dois funcionários fantasmas, sendo um deles, o próprio cunhado. Ele foi denunciado pelo MPE à Justiça sul-mato-grossense por enriquecimento ilícito, em processo de ação civil por improbidade administrativa.

Os investigados são Ademar Jarcenda Rocha, gerente comercial e cunhado do parlamentar, e Wellington Valério Villa Nova, arquiteto. Suspeito de colaborar com o esquema, o chefe de gabinete Jean Fernandes dos Santos Júnior também foi indiciado.

Veja também