TJMS
re9
(67) 99826-0686

Enfermeiros, delegado e até locutor romântico formam novo time de eleitos em Campo Grande

Média de idade dos 15 vereadores de primeira viagem é de 39 anos

10 OUT 2016
Thiago de Souza
19h00min
Foto: Reprodução

Em 2014, 15 vereadores eleitos no último domingo (2) estreiam na vida legislativa em Campo Grande. A maioria é conhecida do público pela sua área de atuação profissional, entre eles dois enfermeiros, um veterinário, um delegado e um radialista. O campeão de votos é André Salineiro, policial federal na Capital. A média de idade é de 39 anos e poucos já tiveram alguma atividade na cena política brasileira.

Estreante e o mais bem votado para vereador na Capital, com 8.776 votos, André Salineiro é paulista de Tupã, tem 40 anos e é policial federal. Casado, Salineiro concorreu pela coligação PSDB/PR e gastou R$ 289.350 nessas eleições.  

(André Salineiro é policial federal e campeão de votos para vereador - Foto: Reprodução)

Odilon de Oliveira Júnior teve 6.825 votos e foi eleito pela chapa PDT/PSB e PDT. O advogado tem 36 anos, é solteiro e filho do conhecido juiz Federal em Mato Grosso do Sul, Odilon de Oliveira. O novato despendeu R$ 76.660,00 durante a campanha. 

Poucas pessoas reconhecerão o nome Lucas Carlos Correia de Lima. Mas se falar "Lucas do Amor sem Fim", nome que usou durante a campanha, será lembrado pelo público, que atribuiu a ele 4.256 votos. Paulista de São Martinho D'Oeste, Lucas concorreu pela coligação SD/PSL/PRB, é solteiro, tem 47 anos e é radialista. Gastou R$ 38.425 em sua eleição. 

(Lucas durante o programa romântico Amor Sem Fim - Foto: Noticidade)

Epaminondas Vicente da Silva Neto, o Papy, tomará posse em janeiro de 2017, eleito com 4.152 votos. Campo-grandense, é casado e tem 29 anos. Venceu na coligação Juntos por Campo Grande III, (SD, PSD/PRB).  A receita de sua campanha foi de R$ 63,3 mil.

Elias Junior Longo foi lembrado por 4.022 eleitores da Capital. É casado, comerciante e se elegeu com apenas 32 anos. Sua campanha arrecadou R$ 146.800. 

Aos 52 anos, Ademir Santana vai estrear na Câmara Municipal de Campo Grande. É campo-grandense, casado e empresário. Recebeu 3.942 votos pela coligação Juntos por Campo Grande II (PSB/PDT).  Para sua eleição, Santana arrecadou R$ 115.929,99. 

O campo-grandense João César Mattogrosso Pereira tem 32 anos,  é empresário e foi eleito pela coligação Juntos por Campo Grande I (PSDB/PR). Ele recebeu 3.729 votos na campanha em que gastou R$ 221.750,00. 

O delegado da Polícia Civil de Mato Grosso do Sul, Wellington de Oliveira é natural de Campinas, divorciado e tem 45 anos. Foi eleito pela coligação Juntos por Campo Grande I (PSDB/PR), com 3.549 votos. Gastou R$ 74.535.

Vinícius Siqueira é oficial de Justiça do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul. Foi eleito com 3.386 votos, pela coligação Sempre com a Gente I (DEM, PHS, PT do B).  O novato gastou R$ 36.550 na eleição. 

Francisco Gonçalves de Carvalho, o 'veterinário Francisco' tem 66 anos e terá sua primeira experiência legislativa em 2017. Ele foi eleito com 3.005 votos, pela coligação Juntos por Campo Grande II (PSB/PDT). Gastou R$ 14.525,00 no pleito municipal. 

Pastor Jeremias Flores tem 47 anos, é casado, natural de Campo Grande. Venceu as eleições com 2.930 votos na coligação Sempre com a Gente I (PT do B/DEM/PHS). Juntou R$ 63.070,00 na campanha. 

Já William Maksoud Neto é produtor agropecuário e também estreia na Câmara Muncipal de Campo Grande. Venceu o pleito com 2.641 votos, pelo PMN. É campo-grandense, solteiro, tem 25 anos, ensino superior completo e investiu R$ 58.710 na campanha. 

A campo-grandense Dharleng Campos tem 44 anos, é divorciada e estreia no legislativo municipal. É secretária da Sedesc (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico) na gestão de Alcides Bernal (PP). Venceu com 2.591 votos pela coligação PP/PTC. Arrecadou R$ 7.300 nas eleições. 

Hederson Fritz Morais da Silveira, o 'Enfermeiro Fritz' é campo-grandense, tem 41 anos, é solteiro e foi escolhido com 2.591 votos pela coligação PSD/PPL. Na campanha modesta, arrecadou apenas R$ 1.810, segundo o TRE-MS. 

Maria Aparecida de Oliveira do Amaral, a enfermeira Cida, é casada, tem 56 anos e é natural de Cassilândia. Vai se juntar na Câmara pela primeira vez com o colega de profissão Enfermeiro Fritz. Teve 1.929 votos pelo PTN. 

Veja também