(67) 99826-0686
REFIS FEV.

Crianças dão asas à imaginação e transformam aprendizagem em poesia na periferia da Capital

Projeto incentiva a leitura, sensibilidade e sonhos de alunos de escola em Campo Grande

25 SET 2016
Amanda Amaral
12h30min
Foto: Ingrid Lassen Brazuna

Mergulhados no mundo de palavras, estudantes de nove a doze anos da Escola Municipal Padre Tomaz Ghirardelli, no bairro Dom Antônio Barbosa, na Capital, têm transformado a si mesmos em um projeto que os leva a exercitar uma nova percepção da sociedade. Através de um projeto de leitura, os alunos do 5º ano do Ensino Fundamental têm de criar poesia sobre o que aprendem.

O livro que iniciou as atividades é o “Para hoje – Reflexões de todos os momentos”, escrito pelo coronel da Polícia Militar, Paulo Rogerio de Carvalho Silva, que doou dezenas de exemplares à escola. A obra, lançada em 2015, reúne uma série de textos sobre as ‘sutilezas’ do dia a dia, que costumavam ser publicados por Paulo em sua rede social.

“Acho fantástico participar do projeto e levar alegria às crianças porque, apesar de todos os problemas na infância ou fase adulta, é necessário aprender a extrair boas lições de tudo. Se criarem essa cultura, podemos fazer uma mudança significativa na sociedade que, com o capitalismo, visa o lucro, não a pessoa”, diz o autor. O livro é ilustrado pela fotógrafa Vânia Jucá e tem prefácio da jornalista Cláudia Gaigher.

Foto: Ingrid Lassen Brazuna

Para a professora Ingrid Lassen Brazuna, a leitura incentiva a explorar a sensibilidade das crianças, que muitas vezes vêm de uma realidade dura na periferia. “Estamos trabalhando a importância dos valores pessoais através da poesia. É impressionante ver o quanto eles se empolgam, os olhos brilham e, dentro deles, cresce a vontade de ter uma vida melhor”, avalia.

A professora conta que os alunos ficaram tão inspirados que sonham em conhecer o escritor, o que deve acontecer em breve. “O encontro vai acontecer e tenho certeza que eles ficarão muito felizes, podendo mostrar suas poesias”, conta Ingrid.

A escola aceita doações de livros para dar continuidade ao projeto, que deve se estender a outras unidades da Reme (Rede Municipal de Ensino). Para ajudar, basta entrar em contato pelos telefones (67) 9 8189-8038 ou (67) 9 9974-3493.

Veja também