TCE JUNHO 2022
TOP MIDIA INSTITUCIONAL
Menu
terça, 28 de junho de 2022 Campo Grande/MS
GOV ENERGIA ZERO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
Campo Grande

Acusado de matar a irmã asfixiada no Tiradentes tentou estuprar outras duas parentes há alguns anos

Vítimas são uma irmã e cunhada do acusado; há suspeita de que Patrícia também tenha sido abusada sexualmente

28 maio 2022 - 09h11Por Antonio Bispo e Adriano Bueno

Antonio Benites, de 38 anos, acusado de matar a própria irmã, Patrícia Benites, de 30, na manhã dessa sexta-feira (27), no bairro Tiradentes, em Campo Grande, já foi preso por tentativa de estupro há alguns anos. 

De acordo com os registros policiais, Antonio possui uma extensa ficha criminal com cerca de 20 passagens dentre os mais diversos crimes. 

A primeira tentativa de estupro ocorreu em julho de 2009 e, a segunda, em abril de 2014. Em ambos os casos, as vítimas foram pessoas próximas ao acusado. 

Conforme informações, Antonio já tentou estuprar outra irmã e uma cunhada. 

O caso

Segundo o Boletim de Ocorrência, a irmã da vítima e do acusado sentiu falta de Patrícia ainda pela manhã dessa sexta-feira (27). 

Ao procurar pela mulher por duas vezes, foi informada pelo acusado que Patrícia não estava em casa, além de ter sido impedida de acessar os fundos da residência e de ficar com os filhos dela, de três e seis anos. 

Por volta das 17h, ela retornou à casa e, dessa vez, conseguiu pegar as crianças e levar para a sua residência. 

No local, o filho mais velho contou para a tia que Antonio havia matado Patrícia. A mulher ligou para um irmão, que foi até a residência verificar o que estava acontecendo. 

O homem foi até o local e foi informado pelo suspeito que a vítima teria saído. Desconfiado, ele acessou o quintal e encontrou a mulher caída ao chão, debaixo de um tanque de concreto. 

O criminoso aproveitou o desespero dos familiares e conseguiu fugir. A Polícia foi acionada e constatou a morte de Patrícia. 

Conforme laudo médico, a mulher foi morta por estrangulamento. Há, também, a suspeita de que ela tenha sido abusada sexualmente.