Menu
sábado, 27 de novembro de 2021 Campo Grande/MS
ALMS - NOVEMBRO
Campo Grande

Aluno surta, destrói obra de arte, faz ameaças e deixa UFMS em alerta

Aluno do curso de Artes Visuais teria ameaçado matar alunos e professores, além de espalhar fotos de pessoas mortas pelo campus

25 setembro 2018 - 13h45Por Kerolyn Araújo

Um aluno do curso de Artes Visuais da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) teria tido um surto, depredado uma obra de arte que estava exposta no campus e ameaçado professores e outros acadêmicos da instituição. O boato rapidamente se espalhou e ficou entre um dos assuntos mais comentados do Twitter na tarde desta terça-feira (25).

Segundo áudios que circulam nas redes sociais, além de destruir obras de artes e algumas exposições, o aluno também teria espalhado pelo campus fotos de pessoas mortas, além de deixar frangos mortos ensanguentados nos banheiros femininos, ameaçando matar as alunas que julga 'impuras' por irem de roupas curtas para a universidade.

Ainda conforme o áudio que corre nos grupos do WhatsApp, o suspeito costuma andar armado, sempre fazendo alusões ao estupro e morte.

No twitter, alunos da instituição relatam o medo que se instalou no local. ''Eu tô realmente com medo de ir pra UFMS'', diz uma publicação. ''Pessoal da UFMS, cuidado com boatos exagerados. Mas cuidado também ao andarem sozinhos pela universidade até termos certeza do que ta acontecendo'', alertou outra.

Pelo perfil oficial no Twitter, a UFMS informou que a reitoria está apurando as informações e analisando as imagens coletadas pelas câmeras de seguranças da universidade. A Polícia Federal também teria sido acionada. 

Por meio de nota, a UFMS que uma sindicância foi aberta para apurar o caso. Confira:

"A Reitoria da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul determinou imediata instauração de sindicância para apuração dos fatos ocorridos na Faculdade de Letras, Artes e Comunicação no dia 24/09/2018, efetivando a comunicação à Polícia Federal. Para apoio na apuração deverão ser utilizadas imagens de câmeras de segurança. O ambiente da Cidade Universitária é monitorado, por meio de câmeras e serviço de vigilância, e as atividades de ensino, pesquisa e extensão estão sendo realizadas normalmente. O Festival Mais Cultura, que realiza mais de 500 intervenções, continua até domingo, dia 30. A Universidade preza pelo pluralismo de ideias e diversidade de opiniões, e é contrária a manifestações de ódio e de intolerância, de qualquer natureza. Para aumentar a conscientização entre a comunidade universitária, foi criada a campanha Eu Respeito, que a cada mês trata de um tema, fortalecendo a integridade e a interação no ambiente acadêmico. Informamos que não há motivos para alardes ou pânico."

 

* Matéria editada às 13h57 para acréscimo de informações