Menu
sábado, 23 de outubro de 2021 Campo Grande/MS
Campo Grande

Campo Grande tem 30 pacientes esperando leito de UTI covid, pior situação de MS

Macrorregiões de Dourados, Três Lagoas e Corumbá estão com índice satisfatório

22 julho 2021 - 19h12Por Thiago de Souza

Mato Grosso do Sul registrou queda no número de novos casos de covid, nos últimos 21 dias e tem 96 leitos de UTI disponíveis. No entanto, Campo Grande ainda tem 30 pacientes aguardando por uma vaga de UTI Adulto para a doença. 
O levantamento foi feito pela Secretaria Estadual de Saúde, sendo que o Módulo de Urgência Estadual e a Central de Regulação de Dourados, zeraram a fila de pacientes no aguardo desse tipo de leito adulto. 

O secretário de Saúde de MS, Geraldo Resende, disse que a estruturação de leitos de UTI adulto no interior fez com que pacientes fossem absorvidos e ao mesmo tempo ampliado o serviço de alta complexidade no Estado. 

“Os números positivos refletem os esforços do Governo do Estado junto aos 79 municípios para garantir este enfrentamento à Covid-19. Mas apesar dos bons resultados, não podemos abrir mão dos cuidados com a biossegurança: usar máscaras, higienizar as mãos, manter o distanciamento físico, além de evitar aglomerações. E se chegar a sua vez, vacine”!, pontua o secretário.

Resende ainda aponta os efeitos da imunização da população. 

“Continuamos sendo exemplo para o país. Em breve atingiremos a imunidade de rebanho’’, refletiu o gestor estadual. 

Taxa de Ocupação de Leitos

As macrorregiões de Dourados, Corumbá e Três Lagoas tiveram queda na ocupação de leitos de UTI adulto. Atualmente são 47% de ocupação em Dourados, 45% em Corumbá e 50% em Três Lagoas. 

Campo Grande

A macrorregião de Campo Grande contrasta com as demais macrorregiões e  permanece em sinal de alerta,  com 73% na taxa de ocupação de leitos de UTI adulto. A Capital do estado é a responsável pela maior ocupação, com índice de 91% de leitos adultos. Desta forma, a Capital ainda possui pacientes na fila de espera sendo diferente dos demais municípios que compõem a macrorregião de Campo Grande que já zeraram a fila de espera.

Outro lado

A Secretaria Municipal de Saúde esclareceu que, neste momento, não há nenhum paciente aguardando vaga de UTI em Campo Grande. 

A justificativa da Sesau é que os números divulgados pelo Governo são do sistema CORE, onde não é especificado o quadro clínico do paciente. 

‘’O sistema contabiliza ainda os pedidos de transferência inter-hospitalares, ou seja, de um hospital para o outro.  É necessário destacar que o fluxo de regulação é permanente e ilimitado, portanto, essa "fila" não será zerada, considerando que todos os encaminhamentos são regulados e cada caso possui a sua especificidade, como mencionado’’. 

A prefeitura esclareceu ainda que a Capital é referência em alta complexidade em diversas especialidades ‘’tendo, inclusive, absorvido historicamente uma parcela significativa da demanda de diversos municípios do interior do Estado que não dispõem de tais serviços’’. 

Além disso, o órgão destacou que, auditoria feita em junho deste ano, em hospitais da cidade, apontou que algumas unidades chegaram a ter 60% de ocupação por pacientes de fora. 

‘’O município não sofre com a falta de leitos. Dos 333 leitos de UTI contratualizados, 303 estão ocupados e 30 livres’’. 
 

Leia Também

Acusado de sequestrar criança de 9 anos é preso em Dourados
Interior
Acusado de sequestrar criança de 9 anos é preso em Dourados
Dona cobra aluguel atrasado e casa pega fogo no Guanandi
Polícia
Dona cobra aluguel atrasado e casa pega fogo no Guanandi
Sanesul abre concurso e oferece 74 vagas em Mato Grosso do Sul
Cidades
Sanesul abre concurso e oferece 74 vagas em Mato Grosso do Sul
Ex-diretor do Sindicato dos Empregados morre em Campo Grande
In Memoriam
Ex-diretor do Sindicato dos Empregados morre em Campo Grande