A+ A-

domingo, 14 de abril de 2024

domingo, 14 de abril de 2024

Entre em nosso grupo

2

Tortura

28/02/2024 13:00

A+ A-

Diarista torturada por namorado achou que ia morrer no Jardim Noroeste

Vítima levou pontos no rosto, está sem voz por estrangulamento e se recupera dos traumas ao lado da família

Com marcas no rosto, no corpo e na alma, a diarista Luiza Carolina de Arruda da Silva, 38 anos, se recupera dos traumas vividos ao ser espancada, torturada e estuprada, pelo namorado, 24 anos, no fim de semana, no Jardim Noroeste, em Campo Grande.

A vítima, que chegou a ser hospitalizada, oficializou a denúncia na delegacia, nesta terça-feira (27) e pediu medida protetiva contra o agressor.

O medido é por justiça. Luiza quer a prisão do agora ex-namorado, depois de passar 10h de tortura nas mãos do rapaz, que cometeu os crimes por ciúmes do ex-marido e pai do filho da vítima.

"Eu quero ele preso, que pague pelo que fez", diz Luiza ao TopMídiaNews.

Segundo a vítima, em 6 meses de relacionamento ela notou a mudança de comportamento do companheiro e excesso de autoritarismo sobre ela.

"Um cara muito estúpido, ignorante em tudo, só fala alto", lembra.

O caso foi revelado por familiares através das redes sociais, quando começaram a compartilhar o caso.

O homem manteve a vítima em cárcere por 10h, espancou, torturou e estuprou a vítima antes de fugir.

"Minha filha me encontrou e filmou a situação da casa, toda suja de sangue", conta.

Luiza levou chutes no rosto e precisou levar pontos e está sem voz há 3 dias pelo estrangulamento.

Após cometer o crime, o autor fez contato com a filha da vítima e pede para a família não denegrir sua imagem.

A reportagem ainda não divulgou o rosto do suspeito, pois aguarda autorização policial. A vítima autorizou o uso da própria imagem.

 

Carregando Comentários...

Veja também

Ver Mais notícias