TJMS JANEIRO
Menu
quinta, 20 de janeiro de 2022 Campo Grande/MS
Campo Grande

Cliente denuncia posto com 'gasoágua' e tem prejuízo de R$ 2,5 mil na Guaicurus (veja vídeo)

Empresa diz que raio da tempestade atingiu válvula do tanque, causando a mistura

28 outubro 2021 - 07h00Por Thiago de Souza

Cliente de um posto de combustíveis denunciou venda de gasolina misturada com água, na avenida Guaicurus, em Campo Grande. A suspeita veio após prejuízo de R$ 2,5 mil no conserto do carro.  

Waldir Thalisson Cardoso Nantes, 28 anos, revela que trabalha ao lado do posto e abastece cerca de quatro vezes por semana. O último abastecimento foi no domingo (24), com R$ 200. 

‘’Cheguei em casa... na manhã seguinte não funcionava mais, nem no tranco’’, desabafou o rapaz. Na oficina, o mecânico de confiança dele, garantiu que se trata de gasolina misturada com água. 

No vídeo gravado por Thalisson, o mecânico mostra uma coloração estranha e o líquido ‘’dividido’’ em duas camadas, sendo uma escura e outra mais clara. 

‘’O valor do conserto de velas e bico injetou saiu a R$ 2.500’’, garante a vítima. Ele voltou ao posto e pediu o CNPJ da empresa para acionar a Justiça. No entanto, segue o relato, o responsável pelo posto não quis fornecer. Ele só conseguiu pegar a numeração, ao acionar a Polícia Militar. 

O denunciante dá conta que vai registrar ocorrência em uma delegacia de polícia. Ele acredita que outro conserto no carro, ao custo de R$ 3,8 mil, também tenha sido fruto de combustível adulterado. 

Denúncia

Thalisson usou as redes sociais para divulgar o caso. 

‘’Gente! Não abasteçam nesse poso da guaicurus! É um absurdo pagar quase 7 reais em uma gasolina bosta! Tomem cuidado gente, compartilha isso!’’, disse o cliente em seu perfil no Facebook. 

Antes disso, uma mulher denunciou o mesmo problema, no mesmo posto. O cliente diz também que vai ao Procon-MS. 

                                                                                                                    Laudo indica que gasolina foi contaminada por água

Laudo atesta problema em tanque. (Repórter Top)

Resposta 

O proprietário da rede Faleiros, Valmir Faleiros, justificou que um raio atingiu o suspiro do tanque, que chegou até à válvula. Sendo assim, a água entrou no tanque e se misturou com a gasolina aditivada. 

Valmir destacou que o problema ocorreu na parte interna do tanque e só foi possível perceber após a primeira reclamação de cliente. Ele detalhou que retirou 12 mil litros de combustível para serem decantados pelo fornecedor.  

O empresário disse que tem um nome a zelar, nunca recebeu reclamações e está verificando os casos.  

A tempestade citada pelo dono ocorreu entre a noite de sábado (23) e madrugada de domingo (24). Foram dois tanques atingidos, um de etanol e outro de gasolina aditivada. 

‘’A sorte é que a venda de gasolina aditivada é pequena, só 18% do total, se não meu prejuízo teria sido maior’’, disse Faleiros. 

A Rede Faleiros disse também que tentou ressarcir Thalisson, mas ele não teria apresentado laudo e nota do mecânico, constatando o dano.