A+ A-

domingo, 14 de abril de 2024

domingo, 14 de abril de 2024

Entre em nosso grupo

2

Campo Grande

há 1 semana

A+ A-

Consórcio lamenta defasagem no valor do passe e cobra reajuste em outubro em Campo Grande

Frota conta com 400 veículos e tarifa custa R$ 4,75 na Capital

Diretoria do Consórcio Guaicurus lamentou, durante entrevista coletiva, na tarde desta terça-feira (2), a defasagem no preço do passe do ônibus, atualmente em R$ 4,75, em Campo Grande. 

O grupo que reúne as empresas do transporte coletivo já entrou na Justiça alegando desequilíbrio econômico-financeiro do contrato celebrado com o Município da Capital. O consórcio expôs que as transportadoras atuam no limite de suas forças. 

O diretor celebrou vitória judicial ante a Prefeitura, que agora será obrigada a fazer o reajuste anual sempre no mês de outubro, diferente do que acontece atualmente. A mais recente alta no preço do passe foi em 14 de março, que passou de R$ 4,65 para R$ 4,75. 

O reajuste fora do mês de outubro, ainda segundo o dirigente, contribui para defasagem do valor do passe. Foi destacado também que, caso a prefeitura descumpra a decisão, a multa será de 200% em cima do valor que deveria ser reajustado. 

Consórcio apresentou melhorias para qualidade da frota (Foto: Berlim Caldeirão)

Gratuidades e horários 

Durante a entrevista, a lotação dos ônibus nos horários de pico também foi discutida. As empresas sugerem escalonamento nos horários dos estudantes, que têm gratuidade no passe com demais serviços, como comércio. 

Dados

O Consórcio divulgou dados sobre o serviço do transporte na Capital, que hoje conta com 400 ônibus na frota. A média de idade dos carros é de cinco a sete anos, sendo que o limite é de dez anos. 

As empresas destacaram também que foram implantadas melhorias no serviço, como a digitalização da aferição da calibragem dos pneus, feita outrora com um martelo de madeira. 

Carregando Comentários...

Veja também

Ver Mais notícias