TCE Novembro
Menu
segunda, 29 de novembro de 2021 Campo Grande/MS
pmcg revia negocios
Campo Grande

Criança coloca cadeados em obra pública abandonada para evitar invasões

Descaso

25 março 2016 - 15h03Por Anna Gomes

Cansado de ver obra parada ser abrigo de usuários de drogas, uma criança de dez anos resolveu, por conta própria, colocar cadeados nos portões da construção da prefeitura. O local, na teoria, deveria ser uma UBSF (Unidade Básica de Saúde da Família) mas, na prática, tudo está abandonado.

A obra, localizada na rua Chaim Jorge, no Jardim das Perdizes, está orçada em mais de R$ 1 milhão de reais, mas ao invés de estar em funcionamento atendendo a população como deveria ser, está servindo como 'casa' para usuários de drogas. Além de o mato estar muito alto, o local não possui segurança alguma e, o que era para ser uma unidade de saúde, está virando um depósito de lixo.

O pequeno Pablo, vivendo toda essa situação diariamente, resolveu do seu modo tomar uma providência. A inocência da criança já mistura com uma responsabilidade precoce ao pensar em proteger o patrimônio público, mesmo parado sem serventia alguma.

 Mesmo com pouca idade, o menino já é cheio de responsabilidades. (Foto: Geovanni Gomes)

Na obra, nota-se que a cerca de segurança não funciona, mas Pablo, em sua ingenuidade de menino, resolveu colocar cadeados nos portões da construção. Quando interrogado sobre o motivo dele fazer isso, já que a cerca não funciona e os usuários poderiam pular o muro se realmente quisessem entrar, ele apenas revela: "Eles acham que a cerca elétrica funciona".

A mãe da criança já falou para ele tirar os cadeados do local, mas ele insiste em dizer que a obra fica mais segura como está. "Já que as pessoas não fazem nada, pelo menos eu faço. Minha mãe não gosta do que eu fiz, ela fala que a construção não é nossa e pede para eu tirar. Eu tinha cadeados lá em casa, pensei e resolvi colocar aqui, guardo as chaves comigo", explicou o menino.

 Rosilene pede para construção ficar pronta logo. (Foto: Geovanni Gomes)

Rosilene Brito, 35, mora no mesmo bairro há 12 anos e pede para a prefeitura terminar o posto de saúde, que vai ser bom para todos. "Está quase pronta e nada de terminarem, uma unidade de saúde aqui perto ajudaria muito os moradores", ressaltou.

Para a vendedora Jackeline Silveira, 28, a conclusão da obra seria muito importante, ela busca atendimento em outras regiões da cidade e tem medo da construção, já que está abandonada.

O abandono da obra tem causado medo nas mulheres. (Foto: Geovanni Gomes)

"O mato é alto, tenho medo de passar por aqui a noite e ter algum estuprador. O local é cheio de usuários de drogas e não sei o que podem fazer", lamentou.

A UBSF do bairro é uma herança ainda da gestão de Nelson Trad Filho (PMDB). Depois disso, entra prefeito, sai prefeito e nada da obra ser concluída.