TCE Novembro
TJMS DEZEMBRO
Menu
quinta, 02 de dezembro de 2021 Campo Grande/MS
ALMS - NOVEMBRO
Campo Grande

'É difícil saber o que move os imbecis', diz Jean Wyllys sobre agressão em aeroporto da Capital

04 março 2016 - 13h37Por Anna Gomes

'É difícil saber o que move os imbecis e nunca sabemos de que forma os burros são motivados', disse o deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ), ao comentar as agressões que sofreu quando chegou ao aeroporto Internacional de Campo Grande, na noite desta quinta-feira (3).

Conforme Jean, que participou de um evento na UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), um homem teria o reconhecido e começou a insultá-lo sem motivo aparente. Quando o deputado chegou, percebeu que havia no aeroporto uma manifestação de grupo antipetistas aguardando a chegada do deputado Zeca do PT e, por acaso, os dois estavam no mesmo voo.

"A questão não era comigo, mas, de repente, um senhor que fazia parte da turma me reconheceu, veio me insultar sem qualquer motivo e tentou me agredir fisicamente. Era um homem vestido de azul e acredito que estava ali, para realmente me agredir", disse.

Quando interrogado sobre qual seria o motivo das agressões, se era por sua orientação sexual, ou pela questão do partido, Wyllys não pensa duas vezes e em responder. "É sempre difícil saber o que move os imbecis, nunca sabemos de que forma os burros são motivados. Talvez o motivo pode ser por conta das duas coisas, ou da minha orientação sexual, ou por eu ser um homossexual de esquerda em um Estado que parte da elite econômica está engajada ao extermínio dos povos indígenas".


Ainda segundo Jean, ele não deixou barato e resolveu enfrentar o agressor, já que havia sido insultado sem motivos. "Resolvi enfrentá-lo e disse que iria chamar a polícia, momento que ele resolveu recuar e falou para eu não chamar os policiais", explicou.


Nesta tarde o deputado participa de uma palestra das 14h e 16h30 na Escola Supeior da Defensoria Pública, localizada na Rua Raul Pires Barbosa, 1519, no Bairro Chácara Cahoeira.