FIEMS JUNHO

segunda, 17 de junho de 2024

Busca

segunda, 17 de junho de 2024

Link WhatsApp

Entre em nosso grupo

2

WhatsApp Top Mídia News
Campo Grande

29/06/2018 14:44

Familiares e amigos de Mayara protestam na 1ª audiência com assassino

Réu confesso, Luis Bastos será ouvido na próxima semana sobre morte de musicista

No dia em que está marcada a primeira audiência com o autor da morte da musicista Mayara Amaral, também acontece um manifesto em memória a ela e por pedidos de justiça, em frente ao Fórum de Campo Grande.  O réu confesso Luís Alberto Bastos, 29 anos, será ouvido pelo juiz Aluízio Pereira dos Santos no dia 2 de julho, próxima segunda-feira.

Amigos e familiares de Mayara devem se reunir a partir de 12h no local, e convidam a todos para somar ao protesto, com faixas e cartazes. A audiência começa às 13h30, na 2ª Vara do Tribunal do Júri, com depoimentos também de oito testemunhas de acusação.

Luis permanece detido no Presídio de Trânsito, no Complexo Penitenciário do Jardim Noroeste, aguardando pelo julgamento. A Justiça entendeu que se trata de homicídio simples, crime em que a pena é de 12 a 30 anos, enquanto no entendimento anterior, que classificava o caso como latrocínio (roubo seguido de morte), a pena varia de 20 a 30 anos de reclusão.

O Fórum de Campo Grande fica na Rua da Paz, nº 14, Centro.

Crime

A musicista Mayara Amaral foi morta a marteladas em um motel de Campo Grande e teve seu corpo queimado, abandonado em um matagal, no dia 25 de julho de 2017. O assassino, Luis Bastos, fugiu com o veículo da jovem e seus pertences, sendo preso dois dias após o crime.

A defesa do réu, Conrado Passos, alega que terá provas para comprovar que objetos encontrados na casa da do criminoso foram deixados por ela e não roubados por ele. "Ele está ansioso e preparado. Vamos continuar alegando que ele não teve a intenção de roubar e assim responder pelo crime de homicídio simples”, afirma.

Loading

Carregando Comentários...

Veja também

Ver Mais notícias
AMIGOS DA CIDADE MORENA ABRIL NOVEMBRO