PREFEITURA DE MARACAJU MARÇO DE 2024
Menu
sexta, 01 de março de 2024 Campo Grande/MS
DENGUE PREFEITURA MARÇO
Campo Grande

Mãe desempregada pede ajuda para continuar tratamento de filha com tumor maligno em Campo Grande

Adolescente precisa fazer exame que custa R$ 6,5 mil e não é fornecido na rede pública

08 dezembro 2023 - 19h00Por Dayane Medina

Há três meses na luta pela sobrevivência da filha, Kryslayne Carvalho Barbosa, 35 anos, precisa de ajuda para dar continuidade ao tratamento da filha Yasmin Vitoria Barbosa de Deus, 15 anos, em Campo Grande.

Diagnosticada com um tumor maligno, a adolescente viu sua vida mudar nos últimos meses e luta por um exame que custa R$ 6,5 mil.

Desde agosto, mãe e filha enfrentam uma batalha com a vida, a descoberta de uma doença intensa. Os sintomas começaram ainda em agosto e foram intensificando a ponto da adolescente ser internada às pressas.

DO CRS (Centro Regional de Saúde) Nova Bahia, para a Santa Casa, Yasmin fez uma cirurgia de emergência por excesso de líquido no cérebro e a descoberta de um grande tumor.

"Ela fez a cirurgia no dia 25 de agosto para tirar o líquido, vai precisar viver com um dreno permanente, pois o cérebro produz muito deste líquido", explica a mãe.

No dia 6 de setembro a adolescente passou por uma nova cirurgia para a retirada do tumor. No entanto, 90% foi retirado, pois o tumor estava colado na artéria e causava risco de morte.

Depois de passar por duas operações, Yasmin teve um lado do cérebro afetado e causou sequelas, necessitando de fisioterapia. A jovem faz ainda quimioterapia 3 vezes na semana, mas para um melhor resultado deve começar a radioterapia.

Desempregada, morando de aluguel e com mais dois filhos, a mãe vive uma rotina exaustiva e precisa de ajuda financeira para novos exames.

"Sabemos que é um tumor maligno, mas os médicos pediram um novo exame que não é fornecido pelo SUS, esse exame vai detectar se as células do tumor podem definir algum outro câncer. Aqui esse exame custa R$ 6,5 mil. Em Barretos, em São Paulo, custa R$ 700, mas não temos como viajar por conta dos meus dois outros filhos, somos sozinhas, seria inviável", destaca.

Fazendo diária para pagar as contas de casa e aluguel, a mãe criou uma vaquinha online e também pede ajuda através do Pix para arrecadar o dinheiro do exame. Ela precisa dar continuidade ao tratamento. Esse dinheiro vai ajudar no exame e nos gastos diários de idas e vindas ao hospital, e fisio", completa.

Interessados podem ajudar através do Pix: 02653267101ou pelo link.