GOV AGEMS
Menu
quarta, 08 de dezembro de 2021 Campo Grande/MS
CAMARA - vacinaçao
Campo Grande

Olimpíada pedagógica estimula criatividade e faz alunos aprenderem conteúdos de forma lúdica

As provas fazem parte da 1º Olimpíada Pedagógica criada pela equipe da escola e acontecem até sexta-feira (24)

21 agosto 2018 - 14h23Por PMCG

Imagine aprender sobre a história de Campo Grande criando um grito de guerra, destacando, por exemplo, um prato típico ou ponto turístico da cidade. Ou então, identificar os locais que podem ser focos de dengue através de uma prova onde três alunos calçam um chinelo chinês gigante e precisam correr até a mesa para reunir informações sobre a doença. É dessa forma lúdica que a escola José Mauro Messias – Poeta das Moreninhas – está fortalecendo o conteúdo curricular repassado aos alunos.

As provas fazem parte da 1º Olimpíada Pedagógica criada pela equipe da escola e acontecem até sexta-feira (24), reunindo 1.200 alunos do 1º  ao 9º ano.  O evento contou até com abertura oficial, idêntica a dos Jogos Olímpicos, com direito a desfile de bandeiras alusivas a Campo Grande, elaboradas pelas equipes, tocha Olímpica e apresentações culturais.

De acordo com o diretor Daniel Alves Aguero, a ideia é proporcionar um momento diferenciado no processo de ensino-aprendizagem, estimulando a criatividade e a participação dos alunos. A partir dessa base, o projeto, que começou a ser elaborado no primeiro semestre, busca diversificar a prática pedagógica, levando os alunos a aprenderem o conteúdo não apenas através dos livros, mas também por meio dos jogos.

“Nosso objetivo é garantir um ensino de qualidade com uma aprendizagem significativa. Queremos estabelecer uma relação entre o conteúdo curricular e a vida diária do aluno, com a estruturação de atividades práticas que auxiliem na busca dessa contextualização”, explicou. 

Segundo o diretor, a atividade é importante, pois é um complemento do trabalho desenvolvido pela escola.

“É um projeto que vem para enriquecer a questão pedagógica, que potencializa as disciplinas de uma forma integrada e faz com que o aluno faça as provas de uma forma concreta, pensando, usando a parte física locomotora e também resolver as questões de conteúdo”, disse. Para Daniel, esse tipo de trabalho influencia o aluno e oferece mais motivação, além de promover a integração dos colegas.

Aprendizagem

O Coordenador Pedagógico de Projetos Tecnológicos, professor Franklin Pereira, acredita que o trabalho despertou mais interesse dos alunos em se preparem para as provas.. “É um trabalho muito importante porque é diferenciado, trazemos para a prática o conteúdo curricular, integrando a gincana. Acreditamos que a aprendizagem fica mais significativa para os alunos”, comentou.