A+ A-

domingo, 19 de maio de 2024

Busca

domingo, 19 de maio de 2024

Link WhatsApp

Entre em nosso grupo

2

WhatsApp Top Mídia News
Campo Grande

há 6 anos

A+ A-

Papai Noel dos Correios vai atender quase 7 mil alunos da Reme este ano

A campanha consiste em reunir cartas e desenhos, no caso de alunos ainda não alfabetizados, com pedidos de presentes

Realizar sonhos e ao mesmo tempo incentivar a produção de texto e a expressão por meio de ilustrações em desenhos. Com essa proposta, o projeto Papai Noel dos Correios entra em sua 28ª edição e vai atender crianças de 16 Centros de Educação Infantil – Ceinfs e seis escolas da Rede Municipal de Educação – Reme.

O projeto, que já está em desenvolvimento nas unidades escolares selecionadas, irá beneficiar, ao todo, 6.785 alunos do berçário até o 5º do Ensino Fundamental da rede municipal.

A campanha consiste em reunir cartas e desenhos, no caso de alunos ainda não alfabetizados – matriculados nas unidades selecionadas, com pedidos de presentes. No caso dos bebês, as cartinhas podem conter um “carimbo” de uma das mãozinhas e o pedido do presente escrito pela professora, que deverá consultar os pais.

As cartas individuais são “apadrinhadas” por empresas e comunidade em geral, que podem adotar quantas cartinhas desejar, assumindo a promessa de viabilizar o presente desejado. “É muito importante que a criança receba o que pediu para que ela se sinta valorizada, pois geralmente são crianças com uma condição econômica que não permite a realização do desejo pela família”, destacou a responsável pela campanha na Capital, Olga Martinez Torres.

Ela explica que em 2010, os Correios decidiram incluir na campanha, cartas de crianças das escolas da rede pública e em 2016 tomou a decisão de atender com exclusividade esse segmento.

Segundo Olga, no ano passado, 96% das cartas foram adotadas, por isso ela ressalta que ao trabalhar a campanha junto às crianças, é importante que o professor converse sobre o propósito da ação e oriente os alunos a escreverem pelo menos três desejos para que o padrinho possa ter opção.

Antes da produção das cartinhas, o professor conversa com a classe sobre os valores natalinos, como a solidariedade. Paralelo a isso, com os alunos alfabetizados também são trabalhadas técnicas de redação e a forma de endereçar uma carta. O material será recolhido pelos Correios no dia 30 de setembro e levado para a sede do órgão, na Avenida Calógeras, centro de Campo Grande, onde a população poderá, a partir do próximo mês, conferir as cartas e realizar as adoções. Em dezembro, os presentes são levados às escolas.

Satisfação

As diretoras Claudeci de Paula de Almeida, da escola “Licurgo de Oliveira Bastos”, e Maria Neuza dos Santos, da “Elizio Ramirez Vieira”, contam que as unidades participam pela primeira vez do projeto e já iniciaram o processo de produção das cartas com os alunos. “É uma satisfação imensa levar para o aluno a oportunidade de ter um sonho realizado”, ressaltou Claudeci.

Como a campanha beneficia apenas os alunos até o 5º ano, a direção da “Licurgo de Oliveira”  teve a ideia de envolver os alunos do 9º ano. São eles que irão adotar as cartinhas da pré-escola. “Como é o último ano deles na escola, achamos interessante eles deixarem uma marca e, ao mesmo tempo, participar de uma ação social”, contou a diretora adjunta, Patrícia Florência da Silva.

A formanda Débora Queiroz Melo revela que está tão ansiosa quanto as crianças e ainda não tem um critério para a escolha da cartinha. “O que eles pedirem virá do coração, então não importa, vamos fazer o possível para viabilizar”, disse.

Enquanto produzem as cartas, as crianças sonham com os presentes. E quem imagina que apenas os eletrônicos dominam os pedidos, se depara com algumas surpresas. Bolas, pipas e até roupas não foram esquecidos pelas crianças. Entre as opções do pequeno Moisés Souza Nunes, de 5 anos, está um patinete.  “Quero brincar junto com meus amigos”, pontuou.

Loading

Carregando Comentários...

Veja também

Ver Mais notícias
AMIGOS DA CIDADE MORENA ABRIL NOVEMBRO