Menu
domingo, 16 de janeiro de 2022 Campo Grande/MS
Campo Grande

PT coloca 'ponto final' em relação com Bernal

31 outubro 2015 - 08h04Por Dany Nascimento

A boa relação que o PT (Partido dos Trabalhadores) mantinha com o prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), na primeira gestão do pepista, parece que teve um ponto final, já que os petistas mudam até a feição do rosto ao ouvir questionamentos sobre o Chefe do Executivo.

Bernal, que na última semana afirmou ao TopMídiaNews que "Alex (o vereador Marcos Alex) estaria mentindo ao falar que não está dialogando com o prefeito" se tornou alvo principal das críticas dos vereadores da sigla na Câmara Municipal.

O fato é que o próprio vereador Marcos Alex, que era cogitado para ser seu braço direito na Casa, com os 'burburinhos' indicando que o parlamentar seria o líder de Bernal, destacou que se esforçou para fazer seu partido participar da gestão, mas os erros do prefeito não colaboraram.

"Eu me esforcei muito para o PT fazer parte do governo do Alcides Bernal, mas ele renegou e menosprezou o nosso partido. Não existe relação entre ele e o PT. Eu gosto das coisas certas, das coisas que dão certo", diz o vereador.

Alex está tão descontente, que apontou os pontos em que diverge do prefeito da Capital. "Eu não concordo com essa questão que ele levantou agora de ter a ajuda do exército na operação tapa-buraco, essa não é uma medida correta. O prefeito está acumulando dívidas na Capital e eu não posso concordar com isso".

O que chama a atenção é que o prefeito fala que está dialogando com frequência com os parlamentares, mas a atitude dos vereadores não demonstra um clima de paz e união. Além de Alex, Bernal disse que estava conversando com Airton Araújo (PT), que também nega aproximação política com o prefeito.

Airton chegou a dizer que a prefeitura deve buscar soluções para os problemas enfrentados pela população. "A prefeitura tem que se virar para solucionar esses problemas, nós estamos aqui para cobrar soluções e vamos cobrar, doa a quem doer. Falta competência para tudo em Campo Grande", disse Airton.

Bernal chegou a oferecer espaço para o PT na Secretaria da Mulher e Secretaria da Juventude, porém, o partido recusou o a oferta e optou por 'manter distância do PT'. Após se distanciar de Bernal, os petistas afirmam que mantém postura independente dentro da Casa e garantem que devem votar em projetos de benefício para a Capital.