TCE Novembro
TJMS DEZEMBRO
Menu
sábado, 04 de dezembro de 2021 Campo Grande/MS
ALMS - NOVEMBRO
Campo Grande

Raiva em fila de supermercado leva cliente a refletir sobre ética e corrupção em Campo Grande

Outros internautas também refletiram e disseram que não adianta só cobrar os políticos

16 novembro 2018 - 07h00Por Thiago de Souza

Transtorno e constrangimento passados na fila de um grande atacadista em Campo Grande levou uma campo-grandense a refletir sobre respeito, ética e honestidade. Ela diz que não adianta cobrar o governo ou os políticos no combate à corrupção, se no dia a dia as pessoas promovem a falta de respeito com o próximo.

Lili Cerenza foi às redes sociais contar que estava na fila do atacadista, que fica na Via Morena, perto da Acrissul. Com poucos itens na cesta, ela procurou o caixa destinado a clientes com até 15 volumes. Já era tarde da noite, quase fechamento do comércio, até que se deparou com o problema.  

''...percebemos que a fila não andava de jeito nenhum. Quando fomos dar conta, tinha uma mulher passando no caixa com 3 carrinhos lotados...Uma outra atrás dela com 2 carrinhos e mais uma com 2 carrinhos, todos lotados de coisas'', revelou Lili.

Diante da falta de respeito alheia, Lili foi até a gerente contar o caso. Mas para surpresa, a solução encontrada pela funcionária foi a de furar fila no caixa destinado ao público preferencial (idosos, gestantes...) algo que revoltou a cliente pela tamanha falta de ética.

''Então falei pra ela: 'moça você não tá entendendo, nós estamos aqui pedindo pelo que é certo e você me propõe resolver de forma errada?' Eu não irei passar na frente de ninguém, vou ficar na fila esperando vocês resolverem, mas eles não fizeram nada, então resolvi filmar'', contou

Na publicação, Lili diz que o que mais a indignou foram as pessoas que estavam na fila específica para poucas compras com carrinhos lotados de coisas.

''Será mesmo que o problema do Brasil são só os políticos corruptos?''. refletiu e questionou ao mesmo tempo.

Moral

Em pouco mais de um dia, a publicação contou com 111 comentários. A reflexão sobre o comportamento das pessoas em diversas situações diárias seguiu entre os internautas.

''A maioria diz que quer mudança...Mas mudança nos outros, né? Obrigado por postar!'', postou uma jovem. Na sequência, outra participante de um grupo dedicado a reclamações sobre mau atendimento em comércios no Facebook publicou:

''Eh um absurdo, povo fala tanto de políticos errados e com pequenas coisas acham um jeitinho brasileiro de passar na frente sempre. Fico puta também com quem tira tudo do carrinho e larga no meio do estacionamento'', lamentou.

Uma terceira mulher disse que o comportamento do público é que define a situação do país.
''Essas situações fazem com que o País esteja da maneira atual! Acorda brasileiros pra fazer um país melhor temos q aprender a respeitar ao próximo!'', mandou o recado.

Situação triste. Realmente devemos primeiro olhar nossas atitudes para depois cobrar dos demais. Que tristeza vocês passarem por isso. Muito triste o comércio não prezar pelo correto'', acrescentou uma quarta mulher.

''O povo só sabe cobrar do governo , mais respeito e honestidade, dignidade aprende em casa, se o povo é mal educado e não tem respeito pelo outro, o governo não tem nada com isso! Justiça boa, começa em casa'', lacrou uma quinta participante.

Venda de receptores de ''TV pirata'' é livre na internet. (Foto: Reprodução Facebook)

Corrupto é o outro

O famoso ''jeitinho brasileiro'' também é criticado em postagens relacionadas à TV a cabo piratas. Na internet são muitos os anúncios de pessoas oferecendo decodificadores e receptores que proporcionam pegar o sinal das empresas transmissoras.

Conforme o Jornal O Globo, em consulta pública feita pelo Senado Federal, 95% dos votantes dizem ser contra o projeto de lei que criminaliza o chamado ''gato'' em tvs por assinatura.