TJMS JANEIRO
Menu
domingo, 23 de janeiro de 2022 Campo Grande/MS
Campo Grande

Solurb se defende e prevê que coleta seja normalizada em outubro

21 setembro 2015 - 17h19Por Amanda Amaral

A coleta do lixo em Campo Grande começou a ser retomada na última sexta-feira (18), mas a situação que se vê nas ruas mostra que ainda há muito trabalho a ser feito. Segundo ele, a CG Solurb está fazendo um serviço 'meia boca' e 'desrespeitando uma determinação judicial', e que isso já motivaria uma rescisão do contrato com a prefeitura. Nesta tarde (21), a empresa responsável pela coleta do material na cidade decidiu se posicionar por meio de nota oficial, que pode ser lida na íntegra abaixo:

“CG Solurb informa que está empenhando todo seu efetivo de pessoal e equipamentos para que a coleta de lixo seja normalizada o mais breve possível. No entanto, estima-se que a coleta esteja totalmente regular no dia 3 de outubro de 2015. Ressalta-se que, durante a paralisação, foram acumulados aproximadamente sete mil e duzentas toneladas de lixo nas ruas, dos quais somente 970 toneladas foram coletadas durante a força tarefa realizada pela Prefeitura Municipal de Campo Grande, em todo o período. Desde o retorno da coleta, na sexta, 18, (período noturno) e sábado, 19, (períodos diurno e noturno), já foram coletadas um mil e oitocentos toneladas.


A coleta de lixo está sendo realizada nas frequências já previamente estabelecidas, porém, a CG Solurb lembra que a cada dia são gerados mais 800 toneladas de lixo na Capital e, portanto, somente a partir do dia 3 de outubro de 2015, a coleta diária deverá ser regularizada.


A CG Solurb informa ainda que protocolou nesta segunda-feira (21), junto ao gabinete do Prefeito, nova solicitação de agendamento emergencial para tratar do cronograma de pagamento das faturas em atraso, sem resposta até o momento.


O cronograma das frequências previamente estabelecidas pode ser consultado no site www.solurb.eco.br".


A Agência de Regulação dos Serviços Públicos Delegados de Campo Grande (Agereg) e a Secretaria Municipal de Ifraestrutura, Transporte e Habitação (Seintrha) estão fazendo a fiscalização do serviço prestado pela Solurb e estão empenhadas nesse monitoramento.

Em contrato, a empresa deve atuar com 100% da limpeza da cidade, mas caso haja alguma irregularidade, será acionada a justiça novamente. A assessoria da prefeitura de Campo Grande informou que o prefeito Alcides Bernal (PP) está ciente dos trâmites legais e, se necessário, cogita até a hipótese de intervenção. Mas isso demanda tempo e o interesse maior é que a Solurb cumpra o contrato, com a programação normal, sem deixar de fazer coletas.