TCE ABRIL 16 A 22/04
Menu
quinta, 22 de abril de 2021
Cidade Morena

Bêbado que matou homem em batida na Salgado Filho já tentou dois homicídios em MS

Ele também tem passagens por dano e ameaça

10 janeiro 2021 - 15h06Por Thiago de Souza

Anderson Júnior Pereira Bibiano, 38 anos, conhecido como ‘’Dentão’’, foi preso, na noite deste sábado (9), após acidente que causou a morte de Marcos Santos da Costa, 52 anos, no bairro Amambaí, em Campo Grande. Ele estava embriagado e já tentou matar outras duas pessoas em MS. 

Conforme o sistema da Justiça, em 2011, Anderson quase atropelou a filha de um parente, na rua Visconde de Suassuna, no Tijuca. Ao ser criticado pelo ato, Bibiano discutiu com o familiar e no dia seguinte o esfaqueou, atingindo a vítima no dedo. 

Ainda segundo o registro, Anderson foi condenado em 2017, a um ano de prisão, mas cumpriu a pena em regime aberto. Na época ele foi considerado réu primário. 

Corumbá 

Na madrugada de 16 de março de 2008, Dentão e um outro homem estavam em um bar na rua Joaquim Murtinho, em Corumbá. Anderson Bibiano passou a discutir Douglas Junior Costa Santos, à época com 21 anos e lhe desferiu várias facadas.  

Ainda segundo os antecedentes criminais, um taxista que estava na frente do comércio, esperando passageiros, foi agredido com vários socos. 

Na ficha policial de Dentão ainda constam várias passagens policiais, entre elas dano e ameaça. 

Acidente? 

Anderson Júnior Pereira Bibiano, 38 anos, seguia pela rua Guia Lopes da Laguna e ao cruzar a rua Salgado Filho, atingiu um outro veículo. O condutor do segundo carro morreu na hora. Para ver os detalhes da batida, clique aqui

Bibiano estava acompanhado de duas mulheres e apresentava sinais de embriaguez. O Batalhão de Trânsito foi acionado e Anderson se recusou a fazer o teste do bafômetro, mas diante dos indícios, foi feito um termo de constatação de embriaguez. 

No carro do suspeito quanto da vítima havia bebida alcoólica. 

O suspeito foi levado à Depac Centro, onde prestou depoimento e foi liberado mediante fiança de R$ 1.100.