Menu
Busca sexta, 15 de novembro de 2019
Cidade Morena

Com racionamento de água, casos emergenciais vão receber apoio de caminhões pipa

Nos primeiros dias de setembro deste ano, o campo-grandense consumiu 20 milhões de litros de água a mais por dia

11 setembro 2019 - 15h59Por Diana Christie

Com o racionamento de água em Campo Grande, os casos emergenciais receberão o apoio de caminhões pipa. As informações são da empresa Águas Guariroba, que disponibilizou três telefones para atender a população: 0800 642 0115 ou 115 ou pelo WhatsApp 9 9123-0008.

“A concessionária pede o apoio da população no consumo consciente de água durante o período de estiagem, utilizando as reservas das caixas d’água principalmente para atividades essenciais. Campo Grande enfrenta um dos piores períodos de estiagem dos últimos anos. As temperaturas continuam acima do normal para esta época, o que faz com o que o consumo de água aumente muito”, diz nota da empresa.

Segundo a concessionária, técnicos do Centro de Controle Operacional estão monitorando os níveis de reservatórios da cidade e acionando o sistema de contingenciamento – que possibilita a utilização de água de outras fontes, como os poços profundos, para minimizar o impacto à população.

Consumo recorde

As temperaturas estão 5 graus acima da média para o período. Nos primeiros dias de setembro deste ano, o campo-grandense consumiu 20 milhões de litros de água a mais por dia, em comparação com o mesmo período do ano anterior.

“Estamos com todas as equipes fazendo um trabalho emergencial em termos de reforço no abastecimento, ações de contingenciamento e soluções para aumento da produção de água, porém algumas regiões podem ficar desabastecidas neste período mais crítico”, afirma o diretor executivo da Águas Guariroba, Celso Paschoal.

O sistema de abastecimento de água de Campo Grande conta com 104 reservatórios espalhados por toda a cidade.

Confira as regiões que serão afetadas com o racionamento:

Alves Pereira, Piratininga, parte do Aero Rancho, Columbia, Anache, Jd. Presidente, Indubrasil, Santa Emília, Portal Caiobá, Tijuca I e II, Centenário, Moreninhas, Giocondo Orsi, Progresso, Mansur, Tiradentes, Flamboyant, Margarida, Estrela do Sul, Otávio Pécora, Coophasul, Laranjeiras, Coophatrabalho, Talismã, Seminário, Norte Parque, Carajás, Santa Luzia, Pioneiros, Campina Verde, Itamaracá, Bálsamo, Marajoara, Los Angeles, Dom Antônio Barbosa, Amambai, Taveirópolis, Coophamat, Aquarius, Rita Vieira, Paulo Coelho e Bela Laguna.