Menu
terça, 15 de junho de 2021
Cidade Morena

Jorge lutou para comprar oxigênio, mas teve que enfrentar medo e foi internado no Hospital Regional

Agenciador de cargas estava respirando com ajuda de um cilindro de oxigênio em casa por medo de ser intubado

10 junho 2021 - 13h00Por Dany Nascimento

Jorge Alberto dos Santos Pereira, 51 anos, que necessitava de ajuda para a compra de oxigênio, foi internado há dois dias e segue em estado grave no Hospital Regional, em Campo Grande. 

Segundo a filha, Andreia Padilha dos Santos Pereira, 26 anos, o pai estava em casa com suspeita de Covid-19 e não aceitava ser internado por medo. 

Após aceitar fazer matéria para ter ajuda na compra de oxigênio, Jorge pediu para a filha acionar o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência). 

“Ele pediu para chamar porque não estava mais aguentando. A médica do Samu disse que, como ele estava com muita dificuldade de respirar, poderia ter tido uma parada cardiorrespiratória em casa. Ela conversou bastante com ele, explicou o caso, falou para ele ficar tranquilo que teriam que intubar para ele ficar melhor e ele aceitou”, diz a filha. 

Andreia agora pede uma corrente de oração pela recuperação do pai. Jorge atua como agenciador de cargas e começou a passar mal no dia 27 de maio.  

Ele buscou atendimento na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) das Moreninhas, mas com medo de ser intubado, voltou para casa e comprou oxigênio. 

Os amigos de Jorge fizeram uma vaquinha para ajudar o agenciador, que passou por consulta médica online e recarregou o cilindro de oxigênio.