TCE ABRIL 16 A 22/04
Menu
quinta, 22 de abril de 2021
COVID CONFLITO
Cidade Morena

Motoristas de app protestam pelo fim das promoções e aumento nos ganhos

Manifestação quer atenção das autoridades para enxergarem as dificuldades que os motoristas estão passando com as plataformas

17 março 2021 - 08h59Por Vinicius Costa e Willian Leite

Após abastecerem apenas R$ 0,50 e exigir nota fiscal, além de protestar na porta da Governadoria, pelo menos 500 motoristas de aplicativos de Campo Grande aderiram à paralisação nacional na manhã desta quarta-feira (17) e suspenderam o serviço.

O objetivo da manifestação é chamar a atenção das autoridades e também dos consumidores para enxergarem as dificuldades que os motoristas estão passando com as plataformas, além do fim das promoções.

De acordo com os organizadores do protesto, a carreata começou na Avenida Dr. Fadel Iunes, segue para a Governadoria do Estado, prosseguem até a Câmara Municipal, deslocam-se até a Prefeitura e terminam a carreata no Aeroporto Internacional de Campo Grande.

Um dos organizadores do ato, o motorista Fuad Salameni Neto, explicou ao TopMídiaNews que nem todos aderiram à paralisação porque alguns são independentes e a reivindicação principal é contra as promoções oferecidas pelas plataformas.

Com a pandemia instalada no país, os motoristas alegam que os recursos ficam escassos e as promoções acabam prejudicando as rendas, que precisam ser direcionadas à manutenção do carro e o abastecimento nos postos de combustíveis.

Fuad afirma que pretendem ir até o Procon-MS entrar com uma ação coletiva para que a pauta de regulamentação da profissão fique congelada e seja realocada com retroativo a dezembro, conforme o preço do combustível vendido naquele mês.

Com a Câmara Municipal, os motoristas pretendem apelar aos vereadores para que desenvolvam um projeto que crie 'descontos ou vouchers' de até 20% nos postos de combustíveis.

Salameni Neto explica que as plataformas devem sofrer um prejuízo estimado entre R$ 78 mil a R$ 100 mil com a paralisação desta quarta-feira.

Se vira nos 30

A motorista Karla Janaína, de 44 anos, está há quatro na profissão de motorista de aplicativo. Ela usa o veículo para vender salgados e ajudar na renda familiar. Com uma filha de 6 anos, a mulher diz "que está muito complicado trabalhar no aplicativo e não dá para sustentar a família".

De acordo com Karla, a intenção é mostrar a realidade e pedir por melhorias na qualidade de trabalho, como segurança, reconhecimento e melhorar os ganhos que, segundo ela, "estão minguados".

A expectativa é que as promoções sejam retiradas e "melhorar as tarifas para que acompanhe o valor do combustível", finalizou.

Outro lado

Em nota, a Uber se posicionou sobre os protestos na Capital. Confira na íntegra:

GANHOS

Todo início de ano, o comércio é impactado pelo que os economistas chamam de sazonalidade. A Uber não é exceção. 

Em janeiro e fevereiro, há menos passageiros à procura de viagens, em comparação com novembro e dezembro --e isso está ainda mais acentuado neste ano, com o aumento das restrições relacionadas à pandemia da COVID-19.

Para dar um exemplo: por causa da menor demanda, um parceiro que ganhou mais de R$ 7.850 em dezembro pode esperar uma queda de, em média, 25% em fevereiro, ainda que dirija o mesmo volume de horas. 

TAXA UBER

No passado, a taxa da Uber era fixa em 25%. Em 2018, ela se tornou variável e passou a fazer parte da estratégia da Uber em oferecer descontos para os usuários de modo a incentivar que eles façam viagens. 

Há confusão entre os motoristas parceiros sobre o valor da taxa porque em algumas viagens ele pode aumentar enquanto, em outras, pode diminuir. 

É por isso que todos os motoristas parceiros ativos recebem toda semana, por email, um compilado sobre os seus ganhos. Nesse email, é possível conferir quanto ele pagou de taxa Uber naquela semana. 

GASOLINA

O preço dos combustíveis foge ao nosso controle, mas entendemos a insatisfação e trabalhamos para ajudar os parceiros a reduzir gastos fixos.

Por meio do nosso programa de vantagens para parceiros, o Uber Pro, buscamos parcerias como a do posto Ipiranga, que devolve aos parceiros da Uber 4% de todo valor pago em combustíveis usando o app Abastece Aí.

Com o Uber Pro, os parceiros ainda têm acesso à Vale Saúde Sempre, que dá descontos na rede particular de saúde e na compra de remédios. Em breve, o Pro também vai oferecer a Uber Conta, a conta digital do Digio que atualiza o saldo segundos após o fim de cada viagem, e o Uber Chip, o pré-pago da Surf Telecom que não desconta dados para navegação no Uber Driver, Waze e Whatsapp.

UBER PROMO

Com menos demanda, a Uber precisa se reinventar e criar mais oportunidades de ganhos. É por isso que a Uber investe no UberX Promo, uma categoria que oferece viagens a preços 15% a 20% mais baixos e que só opera em horários em que os parceiros estão precisando esperar mais entre uma viagem de UberX e outra. 

Os parceiros têm liberdade para decidir se querem ou não aceitar viagens de UberX Promo, mas quem aceita sabe que, com ele, o app não para de tocar. 

E sabe que os usuários são, em sua maioria, pessoas que não usavam UberX com frequência, mas agora precisam pensar em fugir das aglomerações, na hora de se locomover.

Pesquisa Datafolha de 2020 mostra que as pessoas que não têm carro consideram apps como a Uber um dos meios mais seguros para se deslocar na pandemia, ao lado da bicicleta.”

 

* Matéria atualizada às 14h35 para acréscimo da posição da Uber