Menu
domingo, 20 de setembro de 2020
Cidade Morena

Não fique indefeso! Saiba o que fazer em caso de chuvas fortes

Proteção e Defesa Civil Municipal orientam os cidadãos como agir em casos de inundação, alagamento ou enxurradas

27 fevereiro 2019 - 12h23Por PMCG

A intensa chuva que caiu em Campo Grande na tarde desta terça-feira (26) causou alagamentos, enxurradas e danos materiais a obras de infraestrutura pública e instalações privadas. Caiu, na tarde de ontem, 108,2 mm, com acumulado de 361,6 mm, sendo o esperado para o mês era 171,4 mm. Ou seja, o acumulado já é mais que o dobro esperado para o mês todo.

Em situações adversas como estas, a Proteção e Defesa Civil Municipal orientam os cidadãos como agir em casos de inundação, alagamento ou enxurradas.

De acordo com a Proteção e Defesa Civil Municipal, os moradores de regiões propensas a inundações devem manter-se informados sobre as condições e alertas meteorológico para não serem pegos desprevenidos. Ao primeiro sinal de chuva forte, devem colocar móveis, eletrodomésticos e demais objetos em lugares altos.

  • Importantíssimo desligar os aparelhos elétricos e eletrônicos, a chave geral da casa e fechar os registros de entrada de água e de gás.
  • Retirar o lixo e leve-o para áreas não sujeitas a enchentes. Nunca jogar o lixo ou entulho no córrego, para não obstruir a passagem de água, nem em terrenos baldios ou ruas.
  • Manter telhados, calhas, condutores e canaletas limpos para evitar entupimentos.
  • Documentos e objetos de valor devem ser colocados em um saco plástico fechado em local protegido
  • Durante as chuvas evite o contato direto com a água contaminada da enchente, pois ela pode provocar doenças.
  • Se estiver em local seguro, procure não se deslocar; não atravesse ruas alagadas, pois pode ser arrastado pela água. Em local alagado, preste atenção a buracos e bueiros sem tampas ou encobertos pela água. Em caso de ventos muito fortes, cuidado com as quedas de árvores, fios, postes, semáforos, etc.
  • Utilize calçado, calça comprida e blusa para a proteção do corpo; não use bermuda e não fique sem camisa.
  • Não deixe crianças brincando na enxurrada ou nas águas dos córregos, pois elas podem ser levadas pela correnteza ou contaminar-se, contraindo doenças graves, como hepatite e leptospirose.
  • Se você estiver em um carro durante a enchente e alagamento, diminua a velocidade e mantenha distância do veículo da frente. Procure parar o carro em locais altos e livres de enchentes e alagamento. Certifique-se, por intermédio do rádio, de qual é o melhor itinerário a seguir, a fim de escapar das áreas alagadas; nunca atravesse áreas cobertas pela água; se isso não for possível, procure dirigir devagar, mantendo o carro acelerado; evite se aproximar de outro veículo, espere que ele passe totalmente para então seguir em frente; se o nível de água estiver subindo, vá com sua família para um lugar seguro.
  • Passada a chuva, beba apenas água filtrada ou fervida. Não utilize alimentos que estiveram em contato com a água da inundação.
  • Fique atento aos sintomas de doenças, tais como febre, vômito, dor de cabeça ou no corpo (principalmente na “batata da perna”), e diarréia; nesses casos, procure os serviços de saúde.
  • Chuvas de grande intensidade ou longa duração provocam deslizamentos, principalmente em áreas de risco: fique atento a qualquer sinal.
  • Não use equipamentos elétricos que tenham sido molhados ou que estiveram em locais inundados, pois há risco de choque elétrico e curto-circuito.
  • Lave e desinfete os objetos atingidos pela enchente usando uma mistura de um copo de água sanitária para cada balde de 20 litros de água limpa, utilizando luvas e botas.
  • Seja solidário: avise seus vizinhos sobre o perigo, no caso de casas construídas em áreas de risco; avise também, imediatamente, o Corpo de Bombeiros (193) e à Defesa Civil (199).

Leia Também

Prefeito em MS ameaça dar tiro em bolsonaristas
Polícia
Prefeito em MS ameaça dar tiro em bolsonaristas
Chuva pode dar as caras já neste sábado e no domingo em Campo Grande
Cidade Morena
Chuva pode dar as caras já neste sábado e no domingo em Campo Grande
Brasil tem 739 mortes pela covid-19 em 24 horas, diz Ministério da Saúde
Geral
Brasil tem 739 mortes pela covid-19 em 24 horas, diz Ministério da Saúde
Saudade é tanta, que um ano após perder o filho, Thayelle ainda escuta Miguel chamar
Entrevistas
Saudade é tanta, que um ano após perder o filho, Thayelle ainda escuta Miguel chamar