volta as aulas
Menu
Busca sexta, 28 de fevereiro de 2020
Cidade Morena

Prefeitura inicia reparos em pista com obras de revitalização no Anhandui

Com 60% do projeto executado, já foram investidos quase R$ 30 milhões na obra

20 setembro 2019 - 10h19Por Da redação/PMCG

As equipes da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos iniciaram reparos na pista bairro/centro da Avenida Ernesto Geisel, no trecho das obras do lote 1 da revitalização do Rio Anhandui, entre as Ruas  Santa Adélia e Abolição. Está sendo refeito o pavimento numa faixa paralela ao meio-fio que foi construído margeando a faixa reservada à pista, a ciclovia e a faixa urbanizada.

O mesmo serviço será feito na pista contrária, centro/bairro, tão longo a empresa responsável pela obra termine o meio-fio. Hoje, o tráfego está sendo feito apenas numa faixa até a Rua Abolição. A partir deste ponto, quando começa o lote 2 das obras, o trânsito continuará interditado. A empreiteira terá de fazer serviços de terraplanagem porque houve uma grande movimentação de terra para as obras de estabilização das margens, com gabião e placas de concreto.

O cronograma das obras de revitalização do Rio Anhandui foi prejudicado por causa dos atrasos nos repasses do Governo Federal, que acumulou cinco meses sem liberação de recursos. O prefeito Marquinhos Trad esteve várias vezes no Ministério do Desenvolvimento Regional, buscou apoio da bancada federal e garantiu o repasse de R$ 8 milhões, colocando em dia as medições.

O ritmo das obras deve ser retomado nos próximos dias, quando for aprovada a reprogramação da planilha , no caso do lote 1 que está mais adiantado. Falta concluir a estabilização  (com placas de concreto) de 6 metros da margem direita (sentido centro/bairro), implantar a ciclovia  (projetada para 3 metros de largura) urbanização  das faixas de passeio e recapeamento da Avenida Ernesto Geisel. Um dos itens  da planilha (feita com preços de 2016) é atualizar o preço da capa asfáltica, um insumo que em três anos subiu de R$ 240 para R$ 420,00 a tonelada, aproximadamente.

Em relação aos outros dois lotes (entre as ruas da Abolição e a do Aquário), falta estabilizar a margem esquerda (sentido centro/bairro). Será preciso remanejar (alguns metros depois do barranco) o emissário de esgoto  e retirá-lo do traçado do gabião e das placas de concreto. O projeto de mudança está sendo pela concessionária Águas Guariroba.

Revitalização

A revitalização do Rio Anhandui  garantirá a estabilização das margens do rio (com muro de gabião e placas de concreto), drenagem,  ciclovia, urbanização e recapeamento das duas pistas da Avenida Ernesto Geisel, numa extensão de 917 metros, da Rua Santa Adélia até a Rua do Aquário. A margem direita já está “revestida”, protegida da erosão com paredões de gabião com até 9 metros de altura e placas de concreto.

No lado esquerdo, o serviço é mais minucioso por causa da presença do emissário de esgoto. Com 60% do projeto executado, já foram investidos quase R$ 30 milhões na obra (R$ 29.482.754,49). Com o reajustamento médio de 15,57%, o custo dos três lotes subiu de R$ 48,5 milhões para R$ 56 milhões.

Leia Também

Em MS, indígenas querem derrubar “homem do megafone” da Funai
Geral
Em MS, indígenas querem derrubar “homem do megafone” da Funai
Governo marca posse de Regina Duarte para dia 4 de março
Geral
Governo marca posse de Regina Duarte para dia 4 de março
Jovem é atingido na cabeça por hélice de máquina agrícola e morre
Interior
Jovem é atingido na cabeça por hélice de máquina agrícola e morre
Homem é executado em lava-jato
Polícia
Homem é executado em lava-jato