Menu
quinta, 29 de julho de 2021
SEGOV - MICROCREDITO 27 A 29/07
Cidade Morena

Durante protesto, ex-funcionários de creches gritam: 'Vou passar o Natal na casa do Bernal'

O prefeito conversou com os manifestantes e fez promessas, mas deve cumprir determinação judicial

19 dezembro 2016 - 10h28Por Anna Gomes

Uma multidão se concentrou em frente à Prefeitura Municipal de Campo Grande, na manhã desta segunda-feira (19). Os manifestantes são contra as demissões em massa de funcionárias da Seleta (Seleta Sociedade Caritativa e Humanitária) e Omep (Organização Mundial para Educação Pré-Escolar).

Com cartazes, carro de  som e todos vestidos de preto simbolizando 'luto', os manifestantes gritavam palavras de ordem dizendo que iriam 'passar  o Natal na casa do Bernal'. Depois de muito barulho, o prefeito da Capital, Alcides Bernal (PP), desceu de seu gabinete e tentou amenizar a situação com os protestantes.

O Chefe do Executivo prometeu aos funcionários que, ainda hoje, vai protocolar um recurso e acredita entrar em um acordo com o TJ (Tribunal de Justiça). Bernal ainda destacou que se acaso não ter uma negociação com o juiz, ele vai fazer um contrato de emergência e recontratar as pessoas que foram dispensadas.

"São mais de quatro mil trabalhadores e nem todos são fantasmas, que precisam receber o décimo-terceiro e o dinheiro precisa ser depositado na conta pessoal de cada um. Se não ter uma negociação, vou abrir uma contratação emergencial e quem estava trabalhando, vai ser trabalhar novamente", prometeu o prefeito, mesmo faltando apenas menos de duas semanas para acabar com seu mandato.

Alguns dos funcionários ouviram o que o prefeito dizia, já outros não acreditaram nele e o chamaram de mentiroso.

Após o discurso do prefeito, Marilene de Souza, diretora da Senalba,  também disse que não acredita mais nas promessas de Bernal. Outros sindicalistas chegaram a dizer que o Chefe do Executivo que 'mídia' e que se ele quisesse mesmo ajudar os funcionários já tinha feito o depósito.

A concentração dos manifestantes começou por volta das 8h de hoje na praça do Rádio Clube. Após irem até a prefeitura, eles seguiram para o Fórum da Capital. 

Leia Também

Trio de encapuzados sequestra homem após tiroteio em Ponta Porã
Interior
Trio de encapuzados sequestra homem após tiroteio em Ponta Porã
Pacientes do interior ocupam UPAs de Campo Grande enquanto aguardam vaga em hospitais
Cidade Morena
Pacientes do interior ocupam UPAs de Campo Grande enquanto aguardam vaga em hospitais
Pais se revoltam com retorno presencial obrigatório na rede estadual de ensino em MS
Cidades
Pais se revoltam com retorno presencial obrigatório na rede estadual de ensino em MS
Tá caro né? Preço do corte da carne varia até 189% em Campo Grande
Cidade Morena
Tá caro né? Preço do corte da carne varia até 189% em Campo Grande