Menu
Busca sábado, 04 de julho de 2020
MS DIGITAL - COMPET
Cidades

Bancários de MS aceitam proposta de reajuste e encerram greve de 31 dias

Atividades serão retomadas nessa sexta-feira (7)

06 outubro 2016 - 20h48Por Thiago de Souza

Bancários de Mato Grosso do Sul aceitaram a proposta da Fenaban (Federação Nacional dos Bancos) de 8% de reajuste e encerraram a greve, após assembleia na noite desta quinta-feira (6), na sede do próprio sindicato, em Campo Grande. Os trabalhadores retornam às atividades já nessa sexta-feira (7).

Foram 31 dias de paralisação e muitas negociações até que os trabalhadores aceitassem a proposta. Além dos 8% de reajuste, haverá abono de R$ 3,5 mil, reajuste no vale-alimentação de 10%, além de auxílio babá e creche. 

Os bancários pediam por reajuste salarial de 14,78%, sendo 5% de aumento real; Participação de Lucros e Resultados no valor de três salários mais R$ 8.317,90; piso no valor do salário-mínimo do Dieese (R$ 3.940,24); vales-alimentação, refeição, 13ª cesta e auxílio-creche/babá no valor do salário-mínimo nacional (R$ 880); 14º salário; fim das metas abusivas e assédio moral;  fim das demissões, combate às terceirizações e precarização das condições de trabalho, entre outras reivindicações.

Em Campo Grande e região, 153 agências foram fechadas devido a paralisação. A greve já ultrapassa a do ano passado quando os funcionários ficaram 21 dias de braços cruzados. 

 

 

 

Leia Também

Após Pioneiros, é a vez da Filinto Müller ser recapeada em Campo Grande
Cidade Morena
Após Pioneiros, é a vez da Filinto Müller ser recapeada em Campo Grande
COVID-19: Brasil tem mais 37 mil casos e registra 1.091 novas mortes
Saúde
COVID-19: Brasil tem mais 37 mil casos e registra 1.091 novas mortes
Prefeitura confirma 3ª morte por Covid em Paranaíba
Saúde
Prefeitura confirma 3ª morte por Covid em Paranaíba
Deputado detona ação contra cloroquina: 'querem matar autorizado pelo Supremo'
Política
Deputado detona ação contra cloroquina: 'querem matar autorizado pelo Supremo'