ALMS CONTAR 25/06 A 27/06
(67) 99826-0686
ALMS 13/06 a 12/07

Capital receberá 5 milhões para construção de Centro Especializado em Reabilitação

Saúde

28 DEZ 2013
Investimento
18h37min
Foto: Divulgação

Campo Grande contará com mais um Centro Especializado de Reabilitação (CER). O anúncio foi feito pelo deputado federal Vander Loubet (PT-MS) na noite de 26 de dezembro, por meio de sua página na rede social Facebook. Com o objetivo de ampliar o atendimento à pessoa com deficiência, o Ministério da Saúde vai investir R$ 5 milhões na construção desse espaço, que faz parte do programa Viver Sem Limite.

O CER é um ponto de atenção ambulatorial especializado em reabilitação que realiza diagnóstico, avaliação, orientação, estimulação precoce e atendimento especializado. Os novos serviços e equipamentos são voltados à inclusão social dos brasileiros com deficiência, garantindo autonomia, independência e possibilitando melhor qualidade de vida a essas pessoas.

Em Campo Grande, será construído um Centro de classificação IV, destinado ao atendimento de pessoas com deficiência física, visual, auditiva e intelectual, incluindo aquelas que passaram por ostomia, procedimento cirúrgico que consiste na abertura de um órgão oco (como trechos do tubo digestivo, aparelho respiratório ou urinário, entre outros) para manter uma comunicação com o meio externo.

Atualmente, a Capital conta com um CER da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), inaugurado em 16 de janeiro de 2012. Em um ano, 1.923 pessoas receberam atendimento. Foram doadas 377 cadeiras de rodas, 125 próteses ortopédicas, 60 calçados ortopédicos e 110 órteses ortopédicas.

Já no dia 27, Vander anunciou que o Ministério da Saúde também vai construir duas oficinas ortopédicas do programa Viver Sem Limite no estado: uma em Campo Grande e outra em Dourados. O investimento será de R$ 250 mil em cada oficina.

As oficinas ortopédicas irão funcionar articuladas com o Centro Especializado de Reabilitação e serão destinadas a colaborar com os serviços de reabilitação e a realizar manutenções de órteses e próteses dos pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS).

Para o parlamentar sul-mato-grossense, essas ações mostram que a saúde pública está caminhando para atender melhor as necessidades da pessoa com deficiência. "Esse centro e as oficinas são um passo importante para termos no nosso estado uma rede na área da saúde que cuide das pessoas com deficiência. Essas pessoas não têm limites. E o SUS precisa oferecer, cada vez mais, condições para que essas pessoas usem ao máximo seu potencial”, destacou Vander.

Veja também