Menu
domingo, 28 de fevereiro de 2021
Cidades

Alta velocidade e imprudência: duas pessoas morreram na Nasri Siufi em fevereiro

Pessoas que moram nas proximidades reclamam da alta velocidade dos veículos na Avenida

22 fevereiro 2021 - 13h00Por Nathalia Pelzl

Alvo de reclamação por parte dos moradores, a Avenida Nasri Siufi, no Jardim Batistão, em Campo Grande, foi palco de dois acidentes que acabaram em mortes no mês de fevereiro. 

O primeiro aconteceu no dia 9 de fevereiro, quando o motociclista Igor Macedo de Oliveira, 24 anos, morreu a caminho do hospital após acidente no cruzamento da Avenida Nasri Siufi com a Rua Dinamarca. 

O rapaz seguia numa motocicleta Honda 160 e, ao tentar ultrapassar o caminhão, se desequilibrou em um monte de areia no acostamento da via, bateu no meio-fio e depois em um poste de iluminação. 

Igor teve uma parada cardiorrespiratória e precisou ser reanimado no local, contudo, ao ser encaminhado para o hospital, morreu dentro da viatura do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência). 

Já na noite de ontem (21), a técnica de enfermagem Thais do Nascimento Leite, 33 anos, teve a vida ceifada após acidente na mesma avenida. 

A técnica perdeu o controle da direção do carro, um Chevrolet Corsa e bateu em uma árvore.

Com isso, o carro desceu um barranco próximo à via, de acordo com o boletim de ocorrência. 

Thais chegou a ser arremessada para fora do veículo na hora do impacto, vindo a parar na ciclovia.

O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foi acionado, mas a vítima não resistiu e morreu no local.

Na avenida, pessoas que moram próximo reclamam da alta velocidade dos veículos na via.