Menu
terça, 20 de outubro de 2020
Cidades

Estacionar no Centro da Capital pode levar até 40 min

Comércio

24 dezembro 2013 - 15h42Por Lucas Arruda

Conseguir estacionar no Centro de Campo Grande nesta véspera de Natal é uma tarefa complicada. Quem deixou as compras para a última hora e não quiser pagar estacionamento particular pode levar até 40 minutos para conseguir uma vaga nas ruas principais do Centro.

Para o funcionário público Acymar Baptista, deixar as compras de Natal para a última hora teve um custo alto: a paciência. "Eu rodei 40 minutos aqui pelo Centro até conseguir achar uma vaga. Estou com meu filho pequeno, ele fica agitado. O trânsito está muito mais intenso hoje", avaliou.

No entanto, para muitos, mesmo com a demora é melhor rodar até conseguir uma vaga na rua, do que pagar o preço dos estacionamentos particulares, que variam de R$5 até R$12 a hora.

"Compensa muito mais vir de táxi, pois como tem muita gente aqui, acabamos perdendo mais tempo ficando em filas e escolhendo o presente, assim se for pagar estacionamento gastaremos com horas extras", ressaltou o representante comercial Odenir Casagrande.

Já os proprietários dos estacionamentos se defendem. "Não tem o que reclamar. Na rua não tem segurança nenhuma, os carros podem ser arranhados, podem sofrer batidas e se isso acontecer aqui dentro nós cobrimos o prejuízo", argumentou Leila Mamed. "Campo Grande tem um dos estacionamentos mais baratos do país", acrescentou.

Leia Também

Cuidado: MS está em alerta para tempestade com granizo e alagamentos
Cidades
Cuidado: MS está em alerta para tempestade com granizo e alagamentos
Põe na Ata: Justiça ordena Harfouche a tirar vídeo com ataques a Marquinhos e à imprensa
Cidade Morena
Põe na Ata: Justiça ordena Harfouche a tirar vídeo com ataques a Marquinhos e à imprensa
Brasil tem o primeiro caso oficial de covid-19 em animal; gata vive em Cuiabá
Geral
Brasil tem o primeiro caso oficial de covid-19 em animal; gata vive em Cuiabá
Sindicato rural repudia 'indígenas' por apedrejamento de tratores em Dourados
Interior
Sindicato rural repudia 'indígenas' por apedrejamento de tratores em Dourados