TCE SETEMBRO
Menu
sexta, 24 de setembro de 2021 Campo Grande/MS
Cidades

Frio intenso em Ponta Porã faz prefeitura dar cobertores, caldos e até montar tendas

Prefeitura irá distribuir agasalhos, cobertores e caldos quentes

29 julho 2021 - 10h22Por Nathalia Pelzl

Mato Grosso do Sul enfrenta uma onda de frio intenso nesta semana e na região da fronteira com Paraguai, em Ponta Porã, o dia amanheceu com sensação térmica de -2ºC. 

Com isso, a Prefeitura de Ponta Porã, por meio Secretaria Municipal de Assistência Social entrou em alerta máximo e destacou que aumentou as ações para ajudar moradores em situação de rua. 

A titular da pasta, Vera Lúcia Oliveira, destacou que as ações foram intensificadas. 

“A secretaria de assistência social com toda sua equipe trabalha durante todo o ano, nossas ações são continuadas sempre buscando a melhor forma de alcançar a população mais vulnerável. Nessa época de frio de inverno as ações são intensificadas”, afirmou Vera Oliveira.

“Nessa semana tem previsão de muito frio e vamos todos ficar em alerta, para atendermos a todos e não deixar que ninguém passe frio. Além da equipe da Assistência Social, temos a guarda municipal nos auxiliando, outras secretarias, as pessoas também podem estar nos avisando de alguma situação em que uma pessoa possa estar precisando de atendimento, enfim, vamos redobrar nossas atenções nesses dias de frio intenso”, destacou. 

Ela pontuou que nesta semana uma reunião foi feita com igrejas, rede não governamental, clubes de serviço. 

“Todos os seguimentos que trabalham com população vulnerável para que possamos ficar mais atentos, não só com os moradores de rua, mas também com as famílias nos bairros” disse Vera Oliveira.

Segundo Vera, a pasta vai preparar uma estrutura grande com a distribuição de agasalhos, cobertores, caldos quentes. 

Vera também falou das ações nas casas de passagem. “Uma outra frente de trabalho que melhoramos muito, são as casas de passagem. Nós temos o Centro Pop que vai servir de estrutura extra. Caso alguém encontre alguém na rua, sem casa, com frio, independente de nacionalidade, se for brasileira, paraguaia, venezuelana serão levadas as casas de passagem nesses dias de frio intenso”, declarou Vera.

Outra preocupação da secretaria de assistência social nesse período são os acidentes domésticos, muitas vezes causados por sistemas de aquecimento improvisados. 

“O cuidado com os acidentes domésticos também é um trabalho que assistência realiza. É comum as pessoas procurarem se aquecer no frio e as formas improvisadas às vezes podem causar acidentes e incêndios que podem ser fatais”, afirmou Vera.
 

Leia Também

Vídeo: casal de gorilas faz sexo oral e choca visitantes de zoológico em Nova Iorque
Geral
Vídeo: casal de gorilas faz sexo oral e choca visitantes de zoológico em Nova Iorque
Mulher é avisada por desconhecido que irmão foi morto e jogado em rodovia de Ponta Porã
Interior
Mulher é avisada por desconhecido que irmão foi morto e jogado em rodovia de Ponta Porã
Casal come bombom envenenado e ex-mulher do noivo é suspeita em MG
Geral
Casal come bombom envenenado e ex-mulher do noivo é suspeita em MG
Caravana da Saúde prevê realizar 70 mil cirurgias e 33 mil exames
Saúde
Caravana da Saúde prevê realizar 70 mil cirurgias e 33 mil exames