Menu
quarta, 28 de julho de 2021
PMCG REFIS 16 A 29/07
Cidades

Lama Asfáltica: Reinaldo diz que governo não encontrou fato novo em investigação

Há dois meses, o Governo do Estado criou Conselho de Governança para apurar o desvio de R$ 44 milhões

17 setembro 2016 - 18h20Por Rodson Willyams

O governador Reinaldo Azambuja, do PSDB, revelou que, até o momento, o Comitê Temporário de Apuração de Denúncias, do Conselho de Governança, não encontrou nenhum fato novo em relação a investigação paralela realizada pelo Governo do Estado, em relação a Operação Lama Asfáltica. 

Segundo Azambuja, "não tem nenhum fato novo, mas estamos seguindo o regramento legal". O Conselho de Governança foi criado em junho deste ano, há dois meses. O objetivo é tentar reaver os R$ 44 milhões que foram desviados dos cofres do Executivo Estadual, conforme consta na Lama Asfáltica e Fazendas de Lama.

No entanto, Reinaldo afirmou que o Conselho segue se reunindo todas as semanas. "Nós temos equipe que toda semana se reúne, está acompanhado todos os trabalhos e faz aquilo que precisa ser feito. Mas isso é a nível de secretaria e secretários em auditoria e fiscalização de mãos de obra. Tem encaminhamento junto dos processos na polícia e no Ministério Público Federal. E essa equipe é responsável", finalizou. 

O Conselho
Formado por representantes de três secretarias e órgãos internos da administração estadual, o comitê também solicitou que os representantes façam levantamento dos processos disciplinares referentes às duas operações em todos os órgãos citados nas investigações até a próxima sexta-feira, data da próxima reunião.

Segundo o secretário Especial de Governo e coordenador do Comitê, Felipe Mattos, com o compartilhamento dos processos o Estado quer tomar conhecimento sobre o que os órgãos de controle têm de provas para que possa agir internamente. “Vamos juntar elementos e centralizar informações para subsidiar o Conselho de Governança, que é o órgão deliberado para atuar neste assunto”, afirmou Mattos.

O secretário de Estado de Governo, Eduardo Riedel, disse que o Estado vai avaliar caso a caso a necessidade de perícia técnica e de novos projetos em algumas nas obras envolvidas. Riedel lembrou que o governador Reinaldo Azambuja já enviou a Assembleia Legislativa o projeto de lei para criação da Controladoria Geral do Estado (CGE), instância da estrutura de governo estadual para concentrar auditoria, corregedoria e ouvidoria, num trabalho integrado e vigilante preventivo. 

“O Comitê é uma ação dentro do propósito de transparência do Governo, porque é recurso público envolvido e a gente tem que ver isso traduzido em resultados para a sociedade”, finalizou Riedel.

O Comitê Temporário de Apuração de Denúncias é formado por representantes das secretarias de Estado de Governo e Gestão Estratégica (Segov), de Educação (SED), de Fazenda (Sefaz), da Casa Civil, Procuradoria Geral do Estado (PGE), Auditoria Geral do Estado (AGE) e Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos (Agesul).

Leia Também

Vídeo: vereador distribui sopão em noite com frio de 10º em Campo Grande
Cidade Morena
Vídeo: vereador distribui sopão em noite com frio de 10º em Campo Grande
Vídeo: políticos saem na porrada durante debate em TV
Geral
Vídeo: políticos saem na porrada durante debate em TV
Pacientes com suspeita de covid denunciam dia de descaso na UPA Coronel Antonino
Cidade Morena
Pacientes com suspeita de covid denunciam dia de descaso na UPA Coronel Antonino
Apoiador de Lula que incendiou estátua dá 'desculpa esfarrapada' e é preso em SP
Geral
Apoiador de Lula que incendiou estátua dá 'desculpa esfarrapada' e é preso em SP