Menu
segunda, 19 de outubro de 2020
Cidades

Liminar suspende cobrança desproporcional de IPTU

Suspensão

11 fevereiro 2014 - 08h30Por Dirceu Martins

O juiz da 1ª Vara de Fazenda Pública e de Registros Públicos, Nélio Stábile, concedeu, nessa segunda-feira (10), liminar suspendendo a cobrança do Imposto  Predial Territorial  Urbano (IPTU) 2014, de três proprietários que ingressaram com Mandado de Segurança contra a Prefeitura da Capital, por entender que houve acréscimo desproporcional em relação ao exercício anterior. 

Os autores da ação questionaram a desproporcionalidade do aumento de 63,27%, baseado em aumento da área residencial de 2,32  . O juiz Stábile entende que "o pequeno aumento de área não justifica o aumento do percentual de 63,27% ao IPTU exigido (...) não há mudança de classe dos imóveis ou qualquer outro fator que pudesse gerar majoração vultosa do valor venal atribuído a cada um dos imóveis, como ocorreu”, assegura. 

A decisão também assegura aos impetrantes o pagamento do imposto com base de cálculo corrigida monetariamente pelo mesmo índice que o Município utiliza, Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que resulta no percentual de 5,93%, devendo incidir também sobre o acréscimo de 2,32 de área nos imóveis em questão. A Decisão assegura aos autores o pagamento no prazo de 10 dias após a apresentação dos novos boletos gerados pelo Município, com direito aos mesmos descontos oferecidos. O Município poderá recorrer. 

Leia Também

Educação Infantil e concessões são temas de candidatos em horário eleitoral noturno
Cidade Morena
Educação Infantil e concessões são temas de candidatos em horário eleitoral noturno
Brasil tem 271 mortes por covid-19 nas últimas 24 horas
Geral
Brasil tem 271 mortes por covid-19 nas últimas 24 horas
Fim do mistério: suspeito de cortar fios de internet no Leblon é preso por furto
Cidade Morena
Fim do mistério: suspeito de cortar fios de internet no Leblon é preso por furto
Peão morre oito dias após ser pisoteado por égua em Ribas do Rio Pardo
Cidade Morena
Peão morre oito dias após ser pisoteado por égua em Ribas do Rio Pardo