Menu
terça, 01 de dezembro de 2020
Cidades

Maioria desaprova atuação de Ricardo Salles no combate às queimadas do Pantanal

A enquete ficou no ar uma semana e reflete a opinião dos leitos sobre o assunto

13 outubro 2020 - 13h49Por Nathalia Pelzl

A postura do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, diante das queimadas no Pantanal, não agrada à maioria dos leitores sul-mato-grossenses. Em enquete lançada na semana passada pelo TopMídiaNews, 65,7% dos usuários apontaram que a atuação do ministro está péssima.

Apenas 19,25% considerou a estratégia ótima. Ao todo, 7,76% votaram que o serviço está bom, 4,29% disseram que está ruim e 2,91% acreditam que o ministro faz uma administração regular. A enquete ficou no ar uma semana reflete a opinião dos leitos sobre o assunto.

Prevenção ao fogo

Em setembro, em entrevista à CNN Brasil, o ministro defendeu o uso do chamado fogo preventivo para diminuir a matéria orgânica acumulada no Pantanal e conter a proliferação de queimadas no bioma.

Outra medida defendida por Salles foi o emprego de um produto, com efeito retardante, sobre o fogo, que seria misturado à água despejada pelos aviões usados no combate aos incêndios.

Segundo o ministro do Meio Ambiente, o governo federal começou há um mês um apoio "mais intenso" aos Estados do Pantanal, com o envio pela pasta de cinco aeronaves, 80 viaturas e 400 brigadistas a Mato Grosso, estado vizinho.

Leia Também

Plano do Governo prioriza idosos, presos e indígenas na vacina contra a covid
Geral
Plano do Governo prioriza idosos, presos e indígenas na vacina contra a covid
Deputado de extrema-direita na Hungria é flagrado em orgia com 25 homens
Geral
Deputado de extrema-direita na Hungria é flagrado em orgia com 25 homens
Prefeitura entrega 15 câmaras frias para armazenar vacinas em Campo Grande
Cidade Morena
Prefeitura entrega 15 câmaras frias para armazenar vacinas em Campo Grande
Vereador denuncia Flex Park e diz que empresa cobra várias vezes pelo mesmo tempo em vaga
Cidade Morena
Vereador denuncia Flex Park e diz que empresa cobra várias vezes pelo mesmo tempo em vaga