Menu
terça, 03 de agosto de 2021
Cidades

Trabalhador rural que foi atingido por hélice de avião morre na Santa Casa da Capital

Acidente no Campo

14 fevereiro 2014 - 13h19Por Carlos Guessy

O jovem de 24 anos que teve parte do braço amputado e perdeu o olho direito ao ser atingido pela hélice de uma aeronave morreu nesta manhã de sexta-feira (14), na Santa Casa de Campo Grande.


Segundo a assessoria de imprensa do hospital, Mariano Pedro Pereira Filho morreu às 6h30. O acidente aconteceu na quarta-feira (12), em uma fazenda na zona rural de Chapadão do Sul, a 325 quilômetros da Capital.


Logo após o acidente, os bombeiros foram acionados e interceptaram a caminhonete em que o rapaz era transportado para a cidade. Foi realizado o atendimento hospitalar para controlar a hemorragia.


O jovem teve fratura na face e perdeu um dos olhos. Mariano foi então encaminhado ao hospital da cidade e posteriormente, transferido para a Santa Casa da Capital.


Conforme o site Fátima Sul, o rapaz retirava o calço da roda da aeronave para o início da decolagem, quando acabou atingido pela hélice.


O avião estava preparado para uma aplicação de uréia (nitrogênio) em uma plantação de cana.  O jovem trabalhador Mariano é natural de Pernambuco e trabalhava em Chapadão do Sul há apenas nove meses.

Leia Também

Pesquisa afirma que maioria acredita que governo de Bolsonaro é corrupto
Política
Pesquisa afirma que maioria acredita que governo de Bolsonaro é corrupto
Após inquérito Lula diz que instituições estão no caminho para corrigir insanidades de Bolsonaro
Política
Após inquérito Lula diz que instituições estão no caminho para corrigir insanidades de Bolsonaro
Na volta do recesso, deputados aprovam política de amparo e assistência à mulher vítima de violência
Política
Na volta do recesso, deputados aprovam política de amparo e assistência à mulher vítima de violência
Quer lançar Ayache ao governo: vereador Carlão diz que PSB 'não quer ser coadjuvante' em 2022
Política
Quer lançar Ayache ao governo: vereador Carlão diz que PSB 'não quer ser coadjuvante' em 2022