TJMS JANEIRO
Menu
sábado, 22 de janeiro de 2022 Campo Grande/MS
Cidades

Na véspera de eleição, Mansour e Jully polarizam disputa pela OAB/MS

19 novembro 2015 - 10h25Por Diana Christie

Na véspera da eleição para a presidência da OAB/MS (Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Mato Grosso do Sul), dois candidatos despontam como favoritos na avaliação dos advogados e polarizam a disputa. São eles o atual vice-presidente Mansour Elias Karmouche e Jully Heyder da Cunha de Souza.

Líder nas pesquisas, Mansour aposta na interiorização do trabalho realizado pela entidade e valorização dos advogados sem distinção de grupos políticos. Do outro lado, Jully se considera o único candidato de ‘verdadeira oposição’ e trabalha para uma gestão independente e fortalecimento da imagem da Ordem.


Pelas regras estabelecidas pela Comissão eleitoral da OAB/MS, apenas pesquisas pagas por veículos de comunicação podem ser divulgadas. É o caso de levantamento divulgado nesta quinta-feira (19), apontando que Mansour se mantém na liderança com 35,61% das intenções de voto, seguido de perto pelo segundo colocado, Jully Heyder, que possui 23,13% da preferência entre os advogados entrevistados.

Porém, pesquisas internas realizadas por outras chapas apontam diferença menor entre os dois candidatos, de até 3%. O número de indecisos chega, em alguns levantamentos, a 30%.

Dados 

A amostragem aponta ainda em que  o candidato Luiz Renato Adler (9,63%) ficou em um empate técnico com atual presidente da Ordem, Júlio César Souza Rodrigues, que garantiria 8,76% dos votos, seguidos pelos candidatos Lázaro José Gomes Junior (7,72%) e Afeife Mohamad Hajj (7,58%).

A pesquisa foi realizada entre 17 e 18 de novembro, através de entrevistas pelo telefone direcionadas a 518 advogados que atuam em Mato Grosso do Sul e estão regularmente matriculados na OAB-MS. Segundo o Instituto, a margem de erro é de 4,31 pontos percentuais para mais ou para menos. O documento foi registrado com o número 57130/2015. O levantamento foi realizada pelo Ipems (Instituto de Pesquisa de Mato Grosso do Sul) a pedido do Jornal Correio do Estado.

Edição: André de Abreu


Com disputa acirrada, as eleições da Ordem foram marcadas por diversos pedidos de impugnação de candidatura, além de suspeita de chantagens e ameaças. De acordo com outra pesquisa realizada pelo Ipems, entre 22 e 23 de outubro, com representantes de 20 municípios, Jully foi o que mais cresceu no período, derrubando o atual presidente na classificação.

Neste primeiro levantamento, Mansour liderava as intenções de voto com 26,36% da preferência entre os entrevistados, seguido por Júlio César, que garantiria 18,29% dos votos. Único candidato que mora no interior, o conselheiro federal Afeife Mohamad Hajj seguia os líderes com uma diferença de 5,48 pontos percentuais.

Na sequência, Jully Heyder aparecia com apenas 12,7% da preferência enquanto Lázaro José Gomes Junior ocuparia a quinta posição, com 8,93% das intenções de voto, à frente apenas de Luiz Renato Adler, que apareceu com 7,03%. A amostragem foi registrada com o número 55935/2015 na OAB-MS.

O intervalo de confiança estimado da pesquisa é de 95% e a margem de erro máxima é de 5,31 pontos percentuais para mais ou para menos, sendo que brancos e indecisos somam 13,87%.