Menu
domingo, 09 de maio de 2021
mais social 05 a09/05/2021
Cidades

Não é só covid: mortes por acidentes de trabalho aumentam durante pandemia em MS

Apesar da crescente nos óbitos, houve diminuição de 10% no número de acidentes

01 maio 2021 - 13h30Por Nathalia Pelzl

A pandemia do novo coronavírus já levou mais de 5,2 mil pessoas em pouco mais de um ano em Mato Grosso do Sul, um número triste e alarmante. 

Porém, também houve aumento no número de mortes causadas por outros motivos, como, por exemplo, durante o trabalho. 

No ano passado, Mato Grosso do Sul registrou 46 mortes por acidentes de trabalho, aumento de 39% em relação a 2019, quando foram notificados 33 óbitos.

As profissões com mais registros foram: caminhoneiro (13), alimentador de linha de produção (3), trabalhador agropecuário (3) e tratorista agrícola (2) – o que corresponde a quase metade dos acidentes fatais de 2020.

Apesar da crescente nos óbitos, houve diminuição de 10% no número de acidentes.

Em 2020, foram 7.052 casos contra 7.854 no ano anterior. 

Os dados são também sobre afastamentos por doenças ocupacionais, que são classificadas como acidentes de trabalho. 

As doenças aumentaram 98%, saltando de 130 casos, em 2019, para 327, em 2020. As informações são do Sistema para Consulta Online de Dados da Comunicação de Acidente de Trabalho (CONCAT), que permite o acesso ao banco de dados da Previdência Social.

Na visão do juiz do trabalho Marcio Alexandre da Silva, Gestor Regional do Programa Nacional de Prevenção de Acidentes de Trabalho da Justiça do Trabalho, a prática do home office pode ter contribuído para a queda na redução dos acidentes, com o aumento das demissões e suspensões de contratos de trabalho. 

Em contrapartida, o aumento das mortes demonstra a gravidade dos acidentes, mas não está relacionado com a pandemia de coronavírus. 

O juiz esclarece que embora seja possível caracterizar os óbitos por Covid-19 como acidentes de trabalho, na prática, dificilmente há notificações devido à doença.