TJMS
(67) 99826-0686

'Nasci de novo' afirma jovem que voou na Afonso Pena em acidente de trânsito

Acidente de Trânsito

28 NOV 2013
Carlos Guessy
09h02min
A mãe Jerusa Yahn e o pai Mauro Peixoto Yahn abraçam o filho Thiago. Foto: Geovanni Gomes

O motociclista Thiago Rafael Yahn, de 27 anos, que “voou” em acidente no cruzamento da avenida Afonso Pena com a rua Espírito Santo, recebeu hoje a equipe de reportagem do Top Mídia News no quarto em que estava internado na Santa Casa de Campo Grande para falar sobre o acidente que chocou os campo-grandenses no final da tarde da última segunda (25).

O vídeo até às 17h de hoje (27) já tinha mais de 100 mil visualizações no YouTube. Thiago recebeu com simpatia a equipe junto de seus pais, o funcionário público Mauro Peixoto e  a assistente social, Jerusa Yahn.

O jovem disse que lembra apenas do momento do choque com o Palio, pois na hora em que caiu no chão desmaiou. Ele sofreu fraturas no ombro e no tornozelo e um leve traumatismo craniano. "Eu estava no trabalho e indo para minha aula de inglês. Foi tudo muito rápido. Apaguei com o baque devido a violência da batida. Fui acordar no hospital, assustado com todos em cima", comentou.

"Eu deitado na maca, vi o vídeo no Jornal Hoje meio dia com os meus pais. Nem acredito que passou a nível nacional. Queria ficar famoso como profissional da área de saúde e não por um acidente de trânsito", brincou Thiago.

Para Jerusa, receber a notícia do acidente do filho foram momentos de tensão. "O nosso trânsito é uma praça de guerra. Temos que nos unir. Eu me coloco no lugar dessas mães que perderam os seus filhos nesses acidentes horrendos. Quando minha nora me ligou eu pensei no pior já, eu senti a dor física, vim correndo para o hospital, pois quando você fala em acidente de moto você já pensa na gravidade", disse emocionada a mãe.

Os telefones celulares de toda a família nesses últimos dois dias não paravam de tocar. "Amigos que moram nos EUA, ligações de várias pessoas de fora do Estado, além de familiares. Sentimos cercados de amor. Quero agradecer esse carinho, foi muito bom saber que somos uma família querida. Meu filho nasceu aqui na Santa Casa no ano de 1986, e hoje depois de 27 anos estamos novamente no quarto do mesmo hospital. O Thiago nasceu de novo."

A amiga Graziele Moreira conseguiu dar uma escapa no trabalho para visitar o amigo. "Eu estava lendo notícias na internet quando eu li sobre o acidente. Não acreditei que era meu amigo, mas como ele tem um nome que não é muito comum, logo acreditei. O vídeo é forte, me assustei e por isso fiz questão de vir aqui visitá-lo", afirmou Graziele.

No momento em que finalizávamos a entrevista, o DR. Alselmo Costa, Neurologista entra no quarto 599 para anunciar a alta de Thiago. "Ele está muito bem, foi milagre mesmo ele sobreviver. Fizemos exames e está tudo ok com o nosso paciente.", disse o doutor.

A família recebeu a notícia com alegria e Thiago já faz planos para voltar logo ao trabalho "Sou farmacêutico bioquímico, quero só uma semana de atestado e voltar logo à ativa. Quero voltar fazer as minhas coisas do dia a dia", enfatizou.

Pedido Paz no Trânsito

Em manifestação que acontece no sábado de manhã (29), a família faz questão de afirmar que não se trata de protesto. O grupo “Mãos que Ajudam”, familiares e amigos de Thiago Rafael Yhan de 27 anos, , promoverão a ação pela vida e paz no trânsito. O ato está marcado para sábado (30), na esquina da avenida Afonso Pena com a rua Espírito Santo, local do acidente com Thiago, das 9h às 11h.

Está confirmada a participação do Batalhão do Policiamento de Trânsito e do Corpo de Bombeiros, que fará uma simulação de como é feito o atendimento logo após um acidente.

De acordo com a irmã de Thiago, a jornalista Natalia Yhan, 29 anos, o objetivo do ato é conscientizar as pessoas quanto à forma de se portar no trânsito de Campo Grande. “Queremos pedir para que as pessoas tenham mais paciência no trânsito, que não falem em celular enquanto dirigem e que também utilizem mais as setas”, afirmou.

A mãe Jerusa Yahn e o pai Mauro Peixoto Yahn abraçam o filho Thiago. Foto: Geovanni Gomes
A mãe Jerusa Yahn e o pai Mauro Peixoto Yahn abraçam o filho Thiago. Foto: Geovanni Gomes
A mãe Jerusa Yahn e o pai Mauro Peixoto Yahn abraçam o filho Thiago. Foto: Geovanni GomesThiago Yahn quer voltar logo para a sua rotina de trabalho. Não quero ficar muito tempo de atestadoA amiga Graziele conseguiu sair do trabalho para visitar o amigo no hospitalEu não acredito até agora o que aconteceu comigo. Nasci de novo' Foto: Geovanni GomesThiago já teve alta do hospital e passa bem. Foto: Geovanni Gomes

Veja também