Menu
segunda, 17 de janeiro de 2022 Campo Grande/MS
Cidades

No Santa Luzia, falta segurança e ladrões não perdoam nem roupa no varal

Violência

12 dezembro 2015 - 15h30Por Anna Gomes

A falta de segurança na Vila Santa Luzia, em Campo Grande,  tem sido um assunto recorrente entre os moradores da região. Com constantes roubos e pouco policiamento no local, a população está assustada e, devido ao medo, basta escurecer para as pessoas deixarem de sair de suas casas com receio da violência.

A equipe de reportagem do TopMídiaNews percorreu as principais vias da região em busca de patrulhas da Polícia Militar, mas o que encontrou foram moradores assustados, trabalhadores inseguros e pessoas que circulam pela área com medo.

Este é o caso do jovem músico Wesley Gomes, 19, que morava no interior do Estado e veio para a Capital há pouco tempo. Ele relata que próximo a casa onde mora, uma vizinha já chegou a ser roubada duas vezes e teme que algo parecido aconteça em sua residência.

"Quando vou viajar, sempre preciso deixar alguém cuidando da minha casa. Pode até nada acontecer, mas não podemos deixar nossas coisas dando bobeira. Acredito que se tivesse um policiamento ostensivo na região, muitas coisas poderiam melhorar", ressaltou o jovem.

 (Ricardo disse que bandidos já furtaram sua casa várias vezes. Foto: André de Abreu)

O aposentado Ricardo Fernandes, 66, disse que já cansou de ser furtado ao sair de casa. Na última vez, o idoso relatou que teve as roupas do varal todas levadas por bandidos.

"Aqui levam tudo, não podemos deixar nada a ver navios. Às vezes, por ainda estar de dia, acreditamos que não vão nos roubar, mas é ilusão. Não importa a hora, nos deixam sem nada mesmo", disse.

A dona de casa Rosalina Bispo Gomes, 64, mora no bairro há dois anos e mesmo considerando pouco tempo, a idosa se lembra que já viu muita coisa ruim acontecer na região onde reside.

(Idosa diz que mesmo morando há pouco tempo no lugar, garante que já viu episódios ruins. Foto: André de Abreu)

"Já vi gente sendo assassinada, vizinhos com as casas roubadas. Se houvesse polícia na rua, o cidadão de bem poderia ficar tranquilo", explica a idosa.

 

 (Moradora da  região há nove anos, Valdivina quer que a polícia faça rondas no Santa Luzia. Foto: André de Abreu)

Algumas pessoas entrevistadas dizem que a iluminação pública no bairro também está precária, o que aumenta a criminalidade do lugar. "Moro aqui há nove anos e a única queixa que tenho é a segurança. Os policiais precisam fazer mais rondas por aqui", alertou a moradora Valdivina Souza de 54 anos.