Tribunal de Contas
(67) 99826-0686
Camara - marco

Passarela na Vila Progresso complica trânsito local e deixa cadeirantes sem acesso

8 OUT 2013
Willian Leite
08h00min
Travessia que antes era acessibilidade, agora é um transtorno.

Na rua Carlinda Tognini, na vila Progresso, uma passarela que dá acesso ao outro lado da calçada está pela metade, dificultando a vida de quem depende dela para atravessar a rua, construída. Há seis meses, a obra foi solicitada pela APAE de Campo Grande com intuito de facilitar a travessia dos pacientes e inibir a velocidade dos veículos.

Após uma obra de saneamento básico realizada pela SEINTRHA (Secretaria Municipal de infra-estruturar, transporte e habitação), a passarela se tornou um transtorno para os comerciantes, moradores e trânsito da região.

Para os pais que levam seus filhos ao centro de reabilitação, fica difícil atravessar a passarela na hora de ir para casa. Valdinete Santos Borges, mãe de Valquíria de 13 anos, que há 3 meses faz tratamento na clínica, relata o inconveniente – “Eu me sinto de mãos atadas, pois a dificuldade de locomoção com a minha filha é um dos exemplos que posso citar.”

Alessandra Capelar, moradora da região, sente na pele a dificuldade de passar pelo local e comenta sobre a insegurança de caminhar sobre a passarela junto ao filho. “Os carros passam em alta velocidade e entram na contramão para não passar pela lombada.”

A assessoria de imprensa da Prefeitura Municipal de Campo Grande não soube informar quando o problema será resolvido até o fechamento dessa matéria.

Veja também