(67) 99826-0686
Origem - entregas

Revitalização do Centro e Mobilidade Urbana devem mudar identidade visual da Capital

Planejamento Urbano

7 FEV 2014
Aline Oliveira
07h00min
Foto: Geovanni Gomes

 

Na última quinta-feira (6), o diretor-presidente do Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Planurb) Valter Cortez destacou o andamento dos projetos realizados na instituição, falou do desafio de participar na construção de uma cidade moderna e que preserve a qualidade de vida da população, além de ressaltar a importância da atuação dos conselhos regionais.

 

Arquiteto por formação, com uma trajetória profissional de 33 anos, Cortez sempre trabalhou no setor de planejamento urbano, possui uma empresa de arquitetura e foi docente em duas universidades. A frente do Planurb desde 2013, o profissional comenta os desafios enfrentados no início da gestão.

 

“Promovemos um trabalho de reformulação interna, com aproveitamento de pessoal e também procuramos dar continuidade a importantes projetos em fase de desenvolvimento na capital. Entre eles, o projeto de Mobilidade Urbana, Revitalização do Centro, tombamento dos prédios históricos de Campo Grande e revitalização da Antiga Rodoviária”, elencou.

 

Projetos – De acordo com Cortez, uma das metas é investir na implantação de um plano de trabalho que beneficie a cidade e contribua para o planejamento urbano da cidade. “É importante mostrar a sociedade a importância e a satisfação que é desenvolver trabalhos que visam o planejamento urbano de uma cidade como a nossa. As ações com certeza refletirão no qualidade de vida de todos”, analisou.

 

Entre os principais projeto está o Reviva Centro que trouxe novas regras para fachadas e publicidades dos estabelecimentos comerciais localizados na Zona Especial de Interesse Cultural. Composto por 90 ações estratégicas do Plano de Revitalização do Centro, o projeto tem a finalidade de proteger o patrimônio histórico e cultural, valorizar o espaço público e a economia da região, além de fomentar eventos e atividades de lazer.

 

“O projeto está em fase final de implantação e já estamos na etapa de requalificação e revitalização da Rua 14 de julho, uma das principais vias do centro comercial. Entre as benfeitorias realizadas estão a implantação de acessibilidade em toda a rua, iluminação adequada, sinal de internet gratuito e embutir a fiação aérea”, relatou.

 

O diretor-presidente do Planurb revelou ainda que está pronto para começar a ser construído o Parque da Esplanada, que iniciará na Orla Ferroviária e se estenderá até o Aeroporto Internacional de Campo Grande. Com 14 km de extensão, o projeto é ousado, no entanto, possibilitará o atendimento de toda a população, com oferecimento de atividades culturais, construção de anfiteatro, parque infantil, estacionamentos, centros multiusos, administração e praça central.

Outro projeto importante para o desenvolvimento da cidade é o da Mobilidade Urbana que prevê a reestruturação do trânsito, com construção de corredores rápidos para transporte público, terminais de transbordo, pavimentações de linhas de ônibus e ampliação e renovação da frota. “Nosso intuito é atender toda a população campo-grandense, mas, principalmente as pessoas que dependem do transporte coletivo”, acrescentou.

 

Cortez reforçou ainda que duas importantes reivindicações da comunidade compõem o plano de trabalho do Planurb. São eles, o projeto de tombamento dos prédios históricos e a revitalização da Antiga Rodoviária (Terminal Heitor Laburu).

 

“Foi realizado um estudo pelas equipes técnicas e identificados 47 prédios que se categorizam como de importancia histórica e cultural. Outra reivindicação que está em fase de estudos é a revitalização da Antiga Rodoviária localizada no centro da cidade. Nosso objetivo inicial é retirar o canteiro da Rua Joaquim Nabuco e viabilizar a ocupação do espaço pertencente ao poder público. Infelizmente não podemos estender o projeto a todo o prédio, visto que o mesmo é particular. Porém, pretendemos viabilizar a instalação de uma unidade municipal, com intuito de potencializar a frequência dos cidadãos e otimizar o comércio da região”, argumentou.

 

Conselhos – O titular do Planurb lembrou ainda a importante atuação dos conselhos municipais e regionais na elaboração dos projetos que visam atender a população. “A atuação dos conselheiros é essencial na discussão do PPA e do Plano Diretor da cidade. Vivemos em uma sociedade dinâmica, movida por fatores tecnologicos, ambientais e de infraestrutura, por isso é justo que os representantes da população participem deste planejamento”, finalizou.

Veja também