TCE MAIO
(67) 99826-0686
PMCG - Prestação de contas

Quem cometer crime eleitoral vai parar no ‘cadeião’ em Campo Grande

Nas eleições 2016, detidos deverão permanecer em ginásio de escola até fim do dia

2 OUT 2016
Amanda Amaral
08h18min
Foto: Assessoria

O local definido como o “cadeião” para receber quem comete crime eleitoral neste domingo (2) de eleição em Campo Grande é o Ginásio Poliesportivo Dom Bosco. Será detido quem cometer qualquer tipo de manifestação coletiva de preferência política, como aglomeração de pessoas com adesivos, bandeiras, vestuário uniformizado, broches do partido, bandeiras, ou algo semelhante.

Hoje é proibido fotografar ou filmar o voto, sendo vedado o uso de celulares, máquinas fotográficas, filmadoras, etc, dentro da cabine de votação. Outra proibição é manter o carro adesivado com propaganda eleitoral estacionado por longo período próximo aos locais de votação, pois configura propaganda política. Na Capital, também não é permitido beber bebida alcoólica das 3h às 17h deste domingo.

Conforme a assessoria de imprensa do TRE/MS (Tribunal Regional Eleitoral), a Polícia Federal está preparada para evitar qualquer tipo de comportamento que possa prejudicar o andamento das votações. Quem for pego cometendo ato ilegal deverá permanecer até o final do dia detido no local.

O Código Eleitoral veda prisão de eleitor cinco dias antes da eleição e até 48 horas após o encerramento da eleição (e não da votação), exceto flagrante delito, sentença criminal condenatória por crime inafiançável ou desrespeito a salvo conduto. A medida

também é válida para prisão de fiscais de partido e mesários, salvo por flagrante delito durante o exercício de suas funções. 

Veja também